h1

1º sessão de CdZ – eu mestrando

16/02/2009

1º sessão da minha mesa de cavaleiros do zodíaco.

Jogando, Jackson como Derek de Hydra, Rubinho como Nalbert de Coruja, Dib como Nick de Grou e Tib como Ken de porra nenhuma. Sistema do Marvel, aquele das cartinhas.

A aventura começa de madrugada, qdo nossos heróis são acordado pro uma grande movimentação no santuário. Ao checarem notam que o local onde as armaduras sem cavaleiros eram guardadas estava todo arrebentado, e uma armadura havia sumido, a armadura de Girafa. Ao que tudo indicava algo havia ocorrido dentro do salão e abriu caminho pelas paredes. Os cavaleiros ali presente prontamente se puseram a caçar os responsáveis, com Ken seguindo os rastros cósmicos deixados. Rastros muitos estranhos que intrigam Ken. Mas antes Ken descola um protótipo de armadura pra poder combater.

Seguem até a costa, atravessam rapidamente de barco, e prosseguem até os cafundós da alemanha. Lá encontram alguém usando a armadura de Girafa e ao se aproximar pra espancar o caboclo notam que a armadura esta vazia, se mechendo sozinho, como se alguém a vestisse. Todos confusos, inclusive a armadura, que perdida encara os cavaleiros e os ataca, mas contida sem muito esforço pelos cavaleiros. Nick é o único que consegue contato com a armadura, ninguém sabe o porque. Uma voz confusa, raivosa e angustiada responde com ameaças de justiça e dever. Os cavaleiros percebem que não se trata de um inimigo.

Nalbert sente uma força mística maligna na área, e Ken sente a energia cósmica estranha fluindo para a armadura de girafa. Pela experiência de Ken, imagina que fosse assuntos incacabados da armadura ou que o espírito do cavaleiro de girafa estava ali, mas percebe que não há espíritos ali, e que a armadura permancia adormecida, como se dentro da caixa ainda, o que deixa Ken confuso.

Impossibilitada de continuar, a armadura se desmonta, caindo pelo chão, enquanto a energia que a comandava cresce violentamente no ambiente.

Então a terra treme e dela sai uma grande criatura, um amontoado de terra, grama, cipós, pedras, esqueletos de animais, lixo, com o formato quase humanóide, urrando e encarando ameaçadoramente nossos heróis. Eles se preparam pra pancadaria.

E paramos aí.

Anúncios
%d bloggers like this: