h1

4º sessão de Wraith do Angelo

09/03/2009

4º mesa de Wraith do Angelo

Começa com eu voltando pra casa de Stu. Chegando lá tudo revirado e depredado, procuro por Stu mas nada dele. Decido checar do outro lado, no mundo dos vivos. Assim que apareço lá trombo 4 legionários, volto na hora mas eles vem também. Cadeia na hora.

Milicos zumbis. É osso...

Milicos zumbis. É osso...

Na delegas, fazem o B.O., toda burocracia e convenço eles que foi só um errinho básico e decidem me dar só uma multa, mas como eu num tenho grana me dão trabalho comunitário. Eu tento ganhar a simpatia deles mas graças a uma falha crítica QUÁDRUPLA eles passam a me consideram o maior criminoso da existência, me jogam as algemonas, juntam mais legionário e começam a me levar pra fabriquinha de tijolos (tijolos feitos de almas, sabe…).

No caminho, passamos em frente a loja de Pierre onde tá o resto do grupo. Me vêem sendo arrastado e esperneando e vão ver o q tá pegando.
Phil chega nos puliça e diz que me conhece. Finjo que não conheço pro cara não ser preso também, continuam me levando. Anna decide interferir, e prendem ela também. Laura resolve interfeir também. Diz pros milicos que eu e Anna somos dois assaltantes que roubaram a loja do Apu e quer registrar a ocorrência lá na delegacia. Percebo que ela tem um plano, sabe lá qual. Diz que o resto do grupo é testemunha e vai todo mundo pra DP.

Na delegas, Laura fala com o delegado, depois phil e depois Paula. O delegado fica falando um monte de bobagens, como se tivesse sido subornado e estivesse só enrolando mesmo. Depois Anna é levada e nterrogada, mas só coisas sem sentido novamente. E o delegado dá a entender que vai rolar umas pegações ali entre os dois, mas Anna finge que num entende e eu sou chamado. Me interroga, fala besteiras e me liberta. Todos menos Anna saem da cadeia. Paula avisa Laura que Anna é mãe das criaças ‘demoníacas’ netos dela (entendeu?). Então Laura volta pra ajudar Anna.

Na delegacia, Anna é levada de volta a sala do delegado e ele deixa claro que vai rolar uns chamego entre os dois. Anna desencana e segue o barco. É levada pro mundo dos vivos, uma delegacia e verdade. O delegado diz pra ela se concentrar numa mina ali e Anna acaba possuindo uma gostosona que tinha lá. O delegado possui outro cara e ambos vão pro almoxarifado. Rola a sem vergonhice toda e os dois saem do corpo. Os dois vivos não lembram do que aconteceu e saem todos confusos. Anna gruda no delegado e voltam pra Shadowlands.

De reporter-superherói a delegado fantasma.

De reporter-superherói a delegado fantasma.

Nisso Laura chega mas Anna já tá saindo toda saltitante.

Voltamos pra Pierre caverna.

Lá, Pierre está só com duas crianças, Tim e Rose. Ele está tocando um violão mas de forma horrível. Phil e Anna notam que Pierre está muito estranho como se não fosse ele. Ficam falando com ele, questionando. Pedem pra ele tocar algo no violino, então ele traz o violino.

Chegamos, Paula conta de Pierre pra gente, Anna vai até lá e só vendo as duas crianças pergunta pelo outra que falta, mas elas dizem que num existe e nunca existiu. A mulé fica loka.

Paula tenta recuperar a memória de Laura mostrando as coisas da caixa de Laura mas num dá muito certo.

Eu, na minha maluquice, puxo meu pergaminho sagrado e tento expurgar o mal que assola a pobre alma de Laura. Então uma luz vermelha explode e a memória de Laura e Anna voltam ao normal.

Nisso Pierre trás o violino só que o arrastando, de forma sinistra pára e fica encarando o violino.

Eu fico rezando agradecendo a benção. O mais perdido mesmo…

Phil usa seu poder e percebe que Pierre está na verdade embaixo dali. Fala pro povo.

Pierre caminha até a porta, povo todo tenso, então aparece um cara perto de mim. Todo zuado e me chamando de meeestre, reconheço que é Stu que foi afetado pela malignidade das sooombras. Fico rezando. O povo fica encurralado, pra ir até Pierre tem que passar pelo Stu, mas todos sentem algo muito ruim perto dele.

As crianças de Anna ficam com medo de Stu mas eu as acalmo. Pego um espelho e tento fazer aquela coisa que o Stu fez uns dias atrás pra ver o futuro e tudo mais. Acabo aparecendo no mundo dos vivos. Ooook.

Nisso Pierre pára no meio da rua. Anna deixa de frescura e resolve tirar o violino da mão dele como se tirasse algo de uma criança. Só que Pierre toca umas notas e dá um berrão, mas Anna consegue se proteger.

No mundo dos vivos encontro um cara pregando em cima de um caixote. Ele fala comigo. Muito surpreso por estaer sendo visto entro na onda dele e passo os sermões da minha seita pra ele, que começa a pregar ali pra galera na rua. (Não, não tenho foco mesmo. hehehe) Umas pessoas ouvem e concordam, o que me deixa quentinho por dentro. Depois o cara pára e sai fora. Sigo e vejo ele entrando num beco e mordendo o pescoço dum cara, e sugando seu sangue. Questiono e ele de maldições e maluquices. Me diz que num pode receber o sol, saco que é um vampiro.
Então uns punks aparecem pra espancá-lo, ele se joga no chão pedindo piedade. Eu interfiro todo autoritário mandando eles irem embora. Nada acontece no começo mas depois eles começam a me ouvir, ficam assustados e saem fora. A luuuuz salvou maaaais uma alma do sofrimeeento!!!!

Louco atrai louco.

Louco atrai louco.

Phil corre lá na rua e começa a espancar (de forma não muito eficiente) Pierre. A pele de Pierre começa a rachar e mostra ser outro cara, diz que Pierre tá preso. Phil continua espancando. Laura pega as crianças, asas aparecem em suas costas e ela leva as crianças dali. Anna corre e chama uns legionários. Quando eles chegam vêem o corpo do falso Pierre sumindo. Voltam pra registrar a ocorrência.

No mundo dos vivos acontece um acidente de carro logo ali na frente. Vejo dois carros batidos e os dois motoristas mortos. Volto pra Shadowlands pensando em encontrar os dois novos mortos pra guiá-los a luz. Só encontro Phil na rua com a mão suja de sangue negro. Pergunto o que aconteceu e depois de me falarem deduzo que o que fazemos ali afeta o mundo os vivos. Phil fica todo emo quando fica sabendo que causou a morte de duas pessoas.

Anna vai até o jornal botar a cara de Pierre na seção de desaparecidos. Descola o contato dum cara pra ajudar a caçar Pierre. Depois vai até a delegacia pra avisar o delegado o lance do desaparecido. (E pra descolar mais uns afagos…)

Eu e Paula pentelhamos Phil pra ele largar de emice e rastrear Pierre pra o salvarmos. Ele sente que o cara tá lá pra baixo mesmo, só num sabe como chegar lá. Resolvemos procurar Laura pra ajudar.

Na delegacia Anna vê o delegado, só que ele está diferente, parece mais com o cara vivo que ele teria possuído no mundo dos vivos. Então ele revela que aquela a verdadeira forma dele, que ele nem tá morto e tá lá pra vigiar o que acontece com os mortos. E que também usa a face de Pedro (cara que apareceu na última sessão). PAM!!!!! Ela fica toda apaixonadinha por ele. Lascou…

Vamos até o apê chique de Laura procurando ela. Lá, Phil nota que Laura esteve lá há pouco tempo. Então vemos um corpo aparecendo no banheiro, com uma arma na mão. Suicídio. Só que o cara parece vivo (tirando o buraco de bala na cabeça). Pulo pro mundo dos vivos pra ver o que tá pegando. Encontro o apê cheio de tranqueiras místicas e satânicas. Deduzo que o lugar ou um ritual tenha zuado as regras dos mortos e o cara morreu e foi com o corpo pra Shadowlands. Começo a purificar o local com o pergaminho sagrado.

Na shadowlands, o morto (vivo) acorda e começa a ver as coisas. Phil tenta pegar a arma mas o cara não deixa. Diz que conseguiu fazer o que queria e discute com Phil. Então Phil joga o cara pela janela, pra ele morrer de vez e or pra shadowlands direito (psicóóóótico). Antes do cara aterrisar ele volta pro apê dele no mundo dos vivos.

Nos trombamos lá e conversamos. Aparentemente um mago safado. Fala do meu pergaminho que é pra eu tomar cuidado e blablabla. Volto pra shadowlands.

Anna vai até a casa de Pierre e tá tudo trancado, então vai até a casa de Laura e descobre o endereço do apê chique. Vai pra lá.

No apê, o chão começa a absorver Paula, eu e Phil tentamos puxá-la de volta. Conseguimos mas eu vou no lugar dela.

Aterriso num lugar escuro e cheio de gemidos. Ilumino com meu pergaminho sagrado. Ouço os berros dos servos da escuridão até sumirem. Começo a andar procurando a saída.

No apê Phil e Paula tentam entender o que aconteceu. Então o chão começa a ficar estranho nevamente, só que dessa vez sai um monte de gente feia e malvada do chão. uns 40 caras.

Anna chega na portaria do prédio e o guardinha tá encolhido num canto. Ouve-se gritos bizonhos no prédio. Dá a chave pra ela sem cerimônias. Ela sobre e quando entra vê os 40 negos.

Muitos pegam Paula, que graças a sua fobia a ser presa fica loka. Phil tenta lutar mas são vários. Anna pula pro mundo dos vivos e dois caras a seguem. Lá tromba o mago que be surpreso começa a reclamar. Os caras vão pra cima do mago e Anna aproveita pra fugir. Assim que sai do quarto volta pra shadowlands e corre pra redação do jornal.

Phil também pula pro mundo dos vivos só que vários caras o seguem. O mago vê e pede pra Phil segurar aqueles caras por um tempo então pula pro quarto e fecha a porta. Phil é arrastado de volta pra shadowlands.
Phil e Paula são levados para um templo cheio de coisas malvadas.
Depois de muitas ilusões culposas e malvadas eu chego nesse templo. Preparo minha fé e corro pra lá pra expurgar o maaaaal.

Anna procura uns legionários e conta o que tá acontecendo, os caras se mobilizam pra ir pra lá. Depois ela chega na redação e num vê ninguém. Então vai pra delegacia. Lá encontra todo mundo se preparando pra pancadaria, e o delegado num tá lá. Ela deixa um bilhetinho romântico e segue os porradeiros. Chega na zona de guerra e recebe um colete escrito Imprensa. Então pula pra onde vieram os caras malvados.

No templo, Phil e Paula são presos e comçar a ser torturados. Os caras malvados enfiam umas linguas estranhas nas gangantas deles e vai descendo pelo corpo até sair.

Eu pulo pra cima dos malvados pregando a luz e tudo mais. Num tenho muito sucesso, pois o lugar começa a minar minha força de vontade. Luto, luto mas sou vencido. Até tento chamar por Athena mas num ajuda muito. Anna vê isso acontecendo, e vê quando eu me levando numa luz vermelha e começo a espancar todo mundo até ser preso também. Tretas rolam e Anna também é presa.

Acordamos cada uma num roda de pedra de uma cor. Todos tomamos linguinhas escrotas. E depois de um tempão somos libertos. Anna discute ra diacho mas num adianta. Um dos caras segura meu bauzinho com pergaminho. desencano e vamos embora.

Caminhamos por nove dias até achar uma saída do labirinto. Quando saímos não lembramos de nada…. Nadica de nada, nos lembramos da primeira parte da primeira sessão, quando aidan estávamos vivos.

Ficamos perdidos, perguntamos, vamos andando procurando informação do que tava acontecendo. Descobrimos que estamos mortos, locais onde nos registrar e tudo mais, e queremos chegar a Nova York. Peço esmolas, ganho uns trocos, todos pagamos o barqueiro que nos deixa em Nova York.

Não aceita Bilhete Único.

Não aceita Bilhete Único.

Wraith – jogo com maior número de zicas por metro quadrado.
Ok, talvez perca pra Cthulhu…

2 comentários

  1. Fantástica sessão! Achei o amor da minha vida e o esqueci na mesma noite. Mas que merda!! Isso que dá ajudar vcs!! Se fosse só me preocupar em salvar a minha pele, teria sido suficientemente lisa pra isso huahuehuahuea
    Vcs tem o dever de me juntar com o Delegado Thomas novamente!!!
    Anna


  2. O cara é o capeeeeta, mano!!!!



Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: