h1

2º sessão da minha mesa de M&M de Vilões

23/07/2009

2º sessão da minha mesa de Mutantes & Malfeitores de Vilões

Nessa o Leandro faltou, então sem o demônio calorento. E o Leo entrou como o Curintiano, maloquero que invoca uma galera curintiana pra quebrar tudo (aiai…).

Como dizia o sábio.... Timão ê ô. Timão ê ô.

Como dizia o sábio.... Timão ê ô. Timão ê ô.

Na sessão passada o Capetão [que agora tem nome, O Domitor] passou pros pjs a missão de resgatar um bandido duma cadeia. Domitor passa Dr. Bane e Demo2 [cujo nome é Gardalore, viu só, num dá pra decorar isso] a planta da cadeia e onde tá o meliante a ser resgatado, diz que algumas pessoas dentro da prisão estão sendo extorquidas, intimidadas, chantageadas e pressionadas a ajudar, então eles terão ajuda em alguns pontos. Diz que ainda tem umas horas até o turno dessas pessoas começarem então os pjs podiam se preparar pra missão. Baal foi mandado numa missão paralela.

[Detalhe pra música que começa a tocar no rádio. Nada mais apropriado]

Dr. Bane arruma suas tralhas, faz uma arma furreca, uns comunicadores, e tenta arrumar uns explosivos com um dos vilões ali no galpão. Um deles dá uns explosivos se ajduarem ele a contruir uma máquina de destruição mundial bizonha. Bane diz que ajuda e que vai arrumar um raio desintegrador pra ele. O cara arruma umas peças e Bane faz um rainho meia boca, o cara testa a arma disparando num transeunte aleatório que cai morto na rua. Gardalore resolve ajudar (!) e aumenta a inteligência do cara com seus poderes demoníacos pro cara conseguir equipamentos melhores. O cara fica mais safado e dá um aparelho pra eles, diz que tem que ficar perto das bombas. Bane fica desconfiado e começa a conversar com o aparelho, descobre que é um tipo de transmissor de controle, Bane consegue desabilitá-lo e botar as coisas sob seu controle mesmo.

Eeeenquanto isso o Curintiano, que já tava ali na reunião dos vilões, recebe ordens do Domitor de acompanhar os outros na missão.
parachute_by_donkirk
Curintiano cola em Gardalore todo cheio de marra, Gardalore desencana dele e Curintiano se enfeza, chama sua galera, montes de curintianos raivosos aparecem e partem pra cima de Gardalore que repele-os como moscas. Com o saco cheio Gardalore deixa os maloqueros e desce pra rua pra esperar Bane. Curintiano sente uma pontadinha no pescoço, uma voz feminina suave e gostosa diz pra ele sossegar o facho que ali não é lugar de encrenca, e se ele continuasse ela mesma mataria ele. Curintiano fica de boa, manda sua galera de volta e vai procurar Bane.

Curintiano tromba Bane, dessa vez mais mansinho, fica reclamando dum cara peludo azul mas Bane nem liga. Diz que vai com eles na missão, ganha um comunicador e todos partem pro resgate, ou seria sequestro, ou extração, tanto faz.

Eles chegam no ponto, de manhanzinha, a tal prisão fica embaixo duma loja das Casas Bahia, que é usada de fachada mesmo. O tal meliante está preso três níveis abaixo. Eles foram informados que um cara na loja os ajudaria a entrar. Dane e Curintiano entram na loja e o gerente todo tremelicante os atende, os leva pro escritório e se segurando entrega uma chave e um cartão pra eles e diz que a entrada fica atrás da loja, mas não resiste e começa a chorar implorando pela segurança da família dele. Bane e Curintiano dá uma dura nele e vão embora.

Claro, onde mais?

Claro, onde mais?

Dão a volta e vêem lá atrás uma casinha simples aparentemente abandonada. bane nota várias câmeras e guardando o local, com um raio elétrico frita as câmeras. Começa a pegar via rádio a comunicação sobre a perda das câmeras e início dos protocolos de segurança. Todos muito corajosos mandam a galera curintiana invadir a casa, os manos vão e começam a arrebentar tudo lá dentro. Logo dois furgões chegam e descem uns milicos camuflados que já puxam as armas e entram na casa. Treta enorme, mó zona rolando na casa, Bane teleporta pra dentro e vai atrás da maçaneta especial. Acha na torradeira o dispositivo pra abrir a passagem pro subterrâneo, mas começam a atirar nele então ele vaza, aparecendo no banheiro da padaria da frente.

Gardalore entra na treta, sai batendo nos guardinhas, toma uns choques que o imobilizam mas ele consegue se recompor e voltar pra pancadaria. Os milicos começam a retirada já que os curintianos pareciam não acabar nunca, começam a usar as armas de área como gás e talz. Gardalore bota um pânico nos guardas que se afastam. Os curintianos vão pra tombar os furgões, consegue um mas o outro sai um canhão de água que começa a derrubá-los. Bane, muito corajoso, se teleporta pra dentro do furgão e pega o milico do canhão de surpresa metendo um pipoco na nuca do safado. Pega o canhão de água e começa a atirar nos milicos. Um dos milicos consegue se aproximar do canhão mas Bane fecha tudo. Põe o milico preso no canhão pros outros milicos atirarem nele e sai fora. Gardalore pega uns bastões de choque dos milicos e entra na casa. Bane se teleporta pra casa e abre a porta. Curintiano entra muquiado.

Um elevador começa a descer, muitas comunicações sobre os intrusos rolando no rádio. Os caras chegam num corredor apinhado de milicos preparados pra porrada. Curintiano manda sua tropa mas dessa vez os milicos estavam preparados e repelem os maloqueros mais facilmente com gás e choques e talz. Os caras tomam tiros também mas Gardalore segura tudo na casca grossa. Vendo que a coisa tava feia os milicos acionam a segurança que faz uma porta enorme fechar a área, trancando todo mundo ali. Bane entrega um explosivo pro Curintiano que invoca um mano e o manda colocar no meio dos milicos. A tropa curintiana avança loucamente enquanto o mano do explosivo consegue escalar todo mundo e deixar o explosivo no lugar pedido. Bane explode o dispositivo, destruição enorme, muitas mortes, Curintiano sente na cabeça a morte do bando de maloquero, além dos vários machucados que ele e Bane sofreram.
bane-quebradoEles prosseguem pelos escombros, passam pelo buraquinho feito na porta e seguem. Bane pega comunicações sobre reforços e sente uns troços estranhos se aproximando. Lá longe ele vê um robôs fodamente armado se aproximando. Gardalore começa a socar o chão pra chegar até o nível inferior. Bane atira seus raios no robô e Curintiano manda sua tropa. O robô vai explodindo curintianos até que Bane consegue danificá-lo suficiente pra parar de funcionar. Gardalore abre um buraco no chão e pula. Curintiano tenta fazer uma escada humana mas um monte de curintiano cai lá embaixo, até que resolve pular logo e ter a queda amortecida pelo monte de curintiano caído. Bane se teleporta pruma sala do lado atrás de controles.

Muitos milicos aparecem bem surpresos e mais treta começa. Bane começa a mexer nuns controles na sala e abre umas celas. Começa a falar pelo altofalante pros presos ajudarem e essas bobagens. Bane vê também no computador que aquele cientista que tava na outra prisão tá metido no meio dessa prisão também. Durante a treta uma luz verde se aproxima por outro corredor, os milicos percebem e começam a fugir em pânico. Bane checa as fichas dos prisioneiros e vê um cara radioativo sem controle, totalmente psicopata de risco máximo. Bane tenta falar com o tal mas os altofalantes começam a ser desintegrados pela luz verde. O cara finalmente aparece, um cara só de cueca e uma aura verdeque corrói os arredores. Com um olhar maníaco ele se aproxima dos manés. Alguém atira um dos explosivos na direção do cara mas no mesmo momento o cara lança um raião radioativo desintegrador plusplus engole o explosivo e acerta em cheio Gardalore e fica meio chamuscado e os caras ganham mais machucados (e ficam inférteis). Todos pulam no novo buraco que Gardalore abriu no chão pra chegar até o nível onde estaria o meliante-alvo.

Eles caem numa sala enoooooooorme, com equipamentos enooooormes e no centro um tubão com líquido verde e um cara boiando, reconhecem  como o alvo. Bane corre pra checar o equipamento e tentar desativar mas não consegue entrar no sistema. Ouvem uma voz conhecida, aquele cientista pentelho de outra prisão sai de trás de um equipamento. Dá o discurso básico sobre os vilões não conseguirem impedir seus experimentos e serem levados a justiça de uma vez por todas. Então o cara começa a se contorcer e coisas se moverem debaixo de sua pele, seu corpo começa a se quebrar e esticar enquanto uma gargalhada histérica preenche a sala. Fios saem de seu corpo e se plugam em outras partes, uma pele metálica abre espaço pela pele humana, o cara fica todo robótico, com quatro braços e com seu cérebro aparecendo num jarro onde ficava a cabeça.

Tipo isso com quatro braços e miooolos

Tipo isso com quatro braços e miooolos

Bane fica mexendo nos controles, Curintiano manda seus manos atacarem, os curintianos chovem no robozão que fica explodindo um por um até que ele dá um mega pulão e se agarra num equipamento no alto, começa a disparar raios das mãos que eliminam uns maloqueros. Então Curintiano passa um planos pros seus manos, um deles aponta pra Gardalore e diz pra ele ir lá pra cima. Os curintianos se posicionam num corredor e Gardalore entra [detalhe novamente pra música que começa no rádio] , é impulsionado (colocado uma toquinha do Curíntia) e arremessado na direção do bicho que é enterrado no equipamento que ele tava se segurando. Bane aproveita a brecha e teleporta pra onde tava o robô que eles desativaram, faz um conserto rápido e traz ele pra sala reprogramado.

Gardalore fica se atracando com o doutor robótico mas é atrapalhado pelos fios e explosões no aparelho, até que baixa a guarda e é atravessado por lâminas que o pegam de jeito, tudo fica escuro pro nosso demoninho. Sai do buraco o doutor robótico, com as lâminas pingando sangue demoníaco mas já meio avariado. Ele pula nos caras mas é recebido a rajadas de Bane e de seu novo robozinho, além da galera curintiana que senta a porrada nele. Já bem avariado resolve fazer uma retirada estratégica, um pedaço do corpo com o cérebro se ejeta e sai voando. Bane se teleporta pra perto do trocinho e pendura nele toooodos os outros explosivos que tinha, volta, se esconde e ativa os explosivos. Detahe que eram explosivos suficiente pra virar um quarteirão do avesso e transformar nossos queridos vilões em paçoquinha.
morte mm vil
Continua???????

Anúncios

4 comentários

  1. Hahahaha, gostei pacas do post da nossa aventura de malfeitores, curti mesme hehehe.
    Agora que vou receber umas modificações e melhorias la no inferno as coisas vão ficar melhores huahuahuahuahua


  2. Melhorias? Quem falou de Melhorias?
    MUAHAHAHAHA


  3. TODO PODEROSO TIMAO!


  4. só se for aquele do Timão e Pumba…. hehehehe



Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: