h1

2º sessão da mesa de Star Wars do Angelo

28/08/2009

2º sessão da mesa de Star Wars do Angelo
(22)

Nessa o Seiya entrou com seu Miraluka adepto da força que eu não lembro o nome e o Zao entrou como Deiji, Mon Calamari consertador de coisas. E a Lara faltou.

Começamos com o Miraluka pegando carona com uns contrabandistas num planeta aleatório. No caminho a nave é abordada por caras malvados que querem explodir tudo. O capitão contrabandista consegue livrar o caminho passando um código antigo e chegam ao planeta que estamos. Um dos milicos das docas começam a pesar em cima da nave então o capitão suborna ele com uma planta duns esquemas dum equipamento Sith roubado. Sem ter o que fazer no planeta, só passeando mesmo, o Miraluka resolve continuar com os contrabandistas, e começa a sentir a Força passeando pelo planeta.

Os caras chegam na casa do meu falecido truta rodian Guo Serps. Entram e não acham ninguém, então escutam o carregar dum pistolão e vêem um droid pronto pra explodi-los. É um droid porradeiro nervoso. Conversam, o droid diz que Serps ainda não voltou e que o tal arkanian Lastan vai pagar a carga e dá o endereço da minha casa. Todos vão pra lá. Atendo os caras, são eles que trouxeram as tralhas que o Serps arrumou pra mim. Explico que o Serps pedalou e que eu não tava a par do acordo todo, os caras topam esperar um pouco pra ver o que eu faço pra resolver isso, o capitão diz que vai ficar na cidade por duas semanas e pra procurar ele se achar uma solução. Deixa lá os equipamentos como sinal de boa fé (sei…). Vai embora mas o Miraluka resolve ficar por lá.

Miraluka pergunta pra mim sobre os Jedi e Siths, como dedo-duro morre cedo digo que num sei de nada [ainda mais pq os caras podem explodir cabeças com a mente] e que ele pode procurar por aí. Ele saca que eu sei de algo, oferece grana, digo pra pagar mas ele quer a informação primeiro, não fazemos negócio e ponho ele pra fora. Depois saio e vou até a casa do Serps fuçar atrás de algo pra resolver o pepino dos contrabandistas. Noto que o Miraluka tá me seguindo, desencano e entro na casa do Serps. [nessa o Seiya foi dormir e perdemos ele por hoje]

Na casa chamo por alguém, aparece o droid, conversamos, conto que o Serps morreu, ele diz que tem que continuar cuidando da casa por ser a programação dele, e que ele também cuidava de outras “limpeza” pro Serps. Chamo ele pra trabalhar comigo fazendo a mesma coisa que fazia pro Serps, ofereço manutenção e peças, ele topa experimentar. Peço pro droid deixar eu fuçar na casa, ele libera, começo a fuçar. [modo Nosferatu:On] Acho armas, grana, roupas e comida, além duns contatos com um grupo criminoso barra pesada. Termino e levo o droid comigo pra casa.

Que mané C3P-O...

Que mané C3P-O...

Deiji chega com sua nave no nosso planeta, vem atrás de manutenção e grana. Nas docas descobre que tem que pagar uma grana forte pra deixar a nave lá. Diz que vai arrumar a grana. Nas docas, num sei como, mas ele consegue achar os caras com a planta do equipamento Sith e resolve roubar o bagulho, mó galera começa a vir atrás dele atirando pra todo lado. Ele consegue fugir, esconde o bagulho na nave e sai correndo.Chega na cidade, vai num butecão e pergunta se tão precisando de alguém que conserta coisas. O barman Trandoshan diz que eles tentaram instalar um sistema de pedido automático de bebida mas o bagulho quebrou rápido pelos clientes serem trogloditas, Deiji diz que pode instalar direito, o barman topa, Deiji tá sem seus equipamentos que ficaram na nave e num pode voltar pra pegar sem tomar tiros dos droids, resolve ir num cassino tentar ganhar grana pra comprar as ferramentas.
slot

Milagrosamente consegue ganhar um pouco e compra o que precisa, volta lá no buteco e conserta o troço. Ganha umas merrecas e pergunta onde pode arrumar mais trampo. O barman indica a vila dos mineradores lá longe e tão sempre precisando pois mexem com muitos equipamentos. Deiji aluga um speedster e vai. Chega no buteco do zé na vila dos mineradores, pergunta por trampo, o barman indica a mina e o novo médico arkaniano que chegou (é, eu). Deiji vai checar o tal médico, atento o tal, ele pergunta por trampo e mando ele mina. (hehehe) Também aviso pra arrumar um teto logo por que ali rola umas chuvas malvadas.

Na casa do Mestre Forçudo, Elel treina forcices, até ganha um lightsaber provisório. Ela diz que o povo em sua casa deve estar preocupada com ela por ter sumido assim, o mestre lhe arruma um comunicador xumbrega, ela usa mas o troço tá bem zuado. Ali perto Deiji ouve em seu comunicador uma garota falando dando tchau pra sua família e tudo mais. Sem saber até onde foi sua mensagem Elel volta pro treino. Deiji resolve checar a fonte da mensagem e chega na casinha do meeestre. O mestre atende, ele pergunta pede abrigo, o mestre bonzinho da cabaninha feliz deixa o cabra capotar por lá. Deiji pergunta se tem perigo deixar o speedster alugado lá fora, o mestre diz que é sussa por lá. [claaaaaaro…]

Naaaa manhã seguinte Deiji se arruma pra ir embora e surpresa surpresa, o speedster tá todo depenado. Checa a condição do troço e vê que tá faltando os troços que faz levitar o speedster. Quase arrancando os cabelos Deiji volta andando pra vila pensar no que fazer. Elel e o mestre resolvem, sabe lá deus porque vir me visitar. O mestre apelão pega o speedster quebrado e levita ele com a Força, e vai passear pra vila. Tromba Deiji no caminho e dá uma carona. Chegam na minha casa e os troços levitadores tão empilhados na frente da minha casa. Atendo os caras e Deiji pergunta sobre os levitadores, e eu num entender lhufas do que tá acontecendo, penso que ele que deixou os levitadores lá e quer de volta e talz.

Até que noto um brilho numa montanha ali perto, alguém nos vigiando. Entro e mando o droid ir lá limpar. No caminho o droid toma uns tiros e fica todo despedaçado. Tiros começam a vir, nos protegemos. Pego as armas que arrumei e vou até a montanha zigzagueando, Elel vem junto. Deiji pega os pedaços do droid e tenta arrumar pra o proteger. O mestre fica lá morgando. Subimos e chegamos na boca duma caverninha. Como minha mira num é grande coisa, ponho meu rifle pra sobrecarregar e explodir, e taco dentro da caverna, pra desabar o teto em cima do cara. Só que o safado usa forcices e levita o rifle pra fora da caverna pra explodir. Sem muita opção entramos na caverna, entro com os braços levantados me rendendo e sugiro conversar-mos. Vemos que é o tal do lightsaber duplo que matou o Serps.

Pergunto o que tá pegando, por que ele tá zuando a gente, ele diz que por estarmos do lado do mestre e sua turma e que ali quem manda é os Siths, dou um migué, digo que num sabia quem era quem, num quero treta, e blablabla desse naipe. O cara fica mais de boa, mas encuca com Elel, diz pra ela ir com ele que vai ganhar mais. Elel recusa, então ele resolve matá-la, tira o espadão brilhante e chama ela pra porrada. Elel liga o dela e a vuónvuónzice começa. Deixo meu comunicador transmitindo pro mestre ouvir o que tá rolando (trabalhando pros dois lados? eu? nunca…). Elel consegue fazer um estrago no cara mas acaba caindo. O cara desencana dela e vai pra cima do mestre. Pego a moribunda, faço uns remendo imediatos e levo pro conserto. Carrego ela com minha poderosa força 8, trombo Deiji no caminho fugindo, e com sua magnífica força 7 me ajuda a levá-la pra casa. Jogo ela no tanque bacta e começa a recuperação.
Stasis_Tube_by_melonhead_emotion

Lá fora o pau come solto entre os forçudos, bem equilibrado até que o mestre toma a espada do cara e cruza as duas no pescoço dele. Daí desliga as espadas e diz que num vai matar o cara, então o mano foge pra nos matar outro dia (maldiiiito).
Jedi_vs_Sith
Todos na minha casa pergunto pro mestre o que tá pegando afinal, acordo Elel pra ouvir também. Ele diz que os caras não gostam dele e mais umas coisas inúteis. Até que ouvimos uns puliça na porta, checo e vejo a casa cercada por guardas. Saio pra ver o que tá rolando e os manos me prendem por ter roubado a planta dos Siths, Deiji sai e é preso também. Os caras entram na casa e trocam tiro com o droid meio consertado, o droid volta a ficar zuado. Então os guardas saem da casa dizendo que só tem o médico lá dentro e que não precisam dele. O mestre sai se dizendo o médico (maldiiiito), fala que nós somos inocentes e os caras nos soltam. Dá-lhe truquinho Jedi.
Madagascar_Penguin_by_PunkyB

Tempos depois, Elel já consertada, todos vão embora cuidar de suas vidas. Eu fico em casa reprogramando o droid pra me servir e conserto ele. Elel e o mestre voltam pra cabaninha. Deiji vai pra cidade.

Deiji volta pra cidade paga a estadia da sua nave e tira ela das docas, e pousa ela lá na vila. Deiji depois fala com os chefes na mina e levam ele até um tratorzão de alguns andares que tá bichado, Deiji checa e vê os problemas do troço, mas diz que num dá pra consertar por ser grande demais e num tem os equipamentos certos. Levam ele pro galpão de peças e ele vê um monte de tralha não usada. Dizem que as britadeiras também tão zuadas, ele começa a consertá-las e vira empregado da mina.

Eu organizo minha clínica na casa do Serps já que a minha tá muito visada, aparece um cara com o braço decepado, conserto ele e falo pro cara que trouxe ele pra arrumar uma prótese que eu implanto, os caras vão embora. Colo lá na mina e ofereço pro chefe o trampo de implantar próteses pros mineiros zuados, se a companhia quiser, tamosaí. Me chamam pra checar o trator, vejo os problemas e passo o que precisa pra arrumar. Os caras arrumam as peças e coordeno os peão pra desmontar o troço enorme. Vamos consertando. Descolo umas peças e uma graninha. Deiji pega umas peças das britadeiras e monta uma prótese fortona dum braço. Leva lá pra mim e eu implanto nele.

Agora temos um Baiacu Biônico

Agora temos um Baiacu Biônico

Já Elel e o mestre sentem na Força que o camarada padawan deles tá preso num prédio dos Siths na cidade. O mestre manda Elel ir lá sozinha, chorando ela vai. Chega e vê o lugar apinhado de Sith. Ouve em sua cabeça o mestre falando, vê o cabra pendurado numa parede dando tchauzinho. Ambos entram discretamente e vão se metendo pelos caminhos. Até que uns caras notam e a pancadaria começa. Elel se finge de Sith e pega os caras de surpresa (na verdade ela acerta o mestre sem querer e os caras acham que ela tá com eles). Elel deixa um dos caras sobreviver só machucado. Quando tá entrando na salinha do padawan só vê o tal sobrevivente sendo morto pelo mestre bonzinho. Elel questiona mas o mestre desconversa.

Elel entra na prisão do padawan e vê o cara sendo torturado, finge novamente ser Sith e chega próximo do padawan. Conversa com ele e dá um lightsaber na mão dele escondido, depois manda os guardas irem até ele. O cara se solta e mais porrada começa. Mais guardinhas Sith mortos e eles começam a sair do prédio. Abrem caminho na porrada e voltam pra casa felizes. Roubam um speedster pra voltar pra casa, depois o dão pro Deiji que devolve esse no lugar daquele alugado, e o padawan mexe na mente do cara pra ele desencanar.
Jedi_Stitch

3 comentários

  1. Er… não foi bem assim que aconteceu o resgate do padawan, né? XDD

    Mas tá valendo


  2. História não tem nada a ver com fatos…


  3. e muito top



Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: