h1

2º sessão da mesa de M&M da Graci

24/09/2009

2º sessão da mesa de Mutantes & Malfeitores da Graci

Nessa tivemos novas vítimas. Alex com Linux, o psicão, Thener com Steve T, o mago com capanga demoninho, e o outro cara com o Sombra, pivete que virava sombra.

Passados cinco dias desde a nossa última encrenca com os robôs-carangueijo, passamos todo o acontecido pros novo recrutas. Estranhando a demora da NSA em nos atualizar sobre a investigação da treta toda cutucamos eles pra mandarem o que tiverem. Recebemos um relatório com um monte de bobagens técnicas e conclusões inúteis, diz que o raio feito com aquele rubizão seria bem instável, abrimos mais uma teoria de que o cara estaria usando o diamante como intensificador de energia pra controlar um equipamentão fodão. Deixamos Celeste pesquisando todas tralhas técnicas.

Então recebemos um alarme, algo estava rolando no banco de Metroville. Acessamos as câmeras e vimos cinco capangas assaltando o banco usando armas de alta tecnologia. Juntavam os reféns e discutiam sobre como abririam o cofre. Não pareciam profissionais, ou espertos mesmo. Especulamos sobre as intenções dos meliantes e agimos. Teletransportamos Sombra pra dentro do cofre pra ele fuçar lá e ver se tinha algo de estranho que valesse uso de tais equipamentos, depois transportamos os reféns pra nossa base e nos transportamos pro banco pra socar os malacos.

Este é um trabalho para Os Guardiões!

Este é um trabalho para Os Guardiões!

Eu desativo a arma duns bandidos com meu equipamento, um deles não se toca e tenta atirar em mim, caímos na porrada, ele continua tentando atirar, recusa-se a se render, até que derrubo ele. Linux puxa as duas armas que ainda funcionavam com sua telecinésia e as aponta pros bandidos, um deles ataca mas se atrapalha todo, o outro não tem muita sorte também. Steve T e seu demônio socam o restante, um deles até pega fogo e sai correndo mas Linux segura a porta com telecinésia. No cofre Sombra fuça com ajuda de Celeste mas num acha nada de incomum.

Guardamos as armas nos compartimentos de contenção, entregamos pra NSA. Interrogamos os meliantes, Linux com pós-cognição e Steve T com magias de controle mental. Descobrimos que os caras receberam as armas numa caixa deixada anonimamente na porta da casa deles e eles vieram roubar o banco. Checamos as armas e descobrimos que há pequenos compartimentos com pequenos rubis que carregam a arma e talz. Vamos pra casa dos caras e fuçamos, mais investigação na caixa que vieram as armas e descobrimos que elas estiveram numa linha de montagem robotizada, e uma placa de caminhão. Passamos os dados pra Celeste e ela começa a fuçar atrás dos caminhões com aquela placa, achamos vários, deixamos rolando e voltamos pra base.

Na base nos dividimos, deixamos as investigações rolando no computador, Steve T vai encontrar os reféns que resgatamos que ainda estavam na base esperando, eu e Linux fomos pra NSA ajudar nas investigações. Steve falou com as pessoas, mas estavam muito abaladas, afetando seu sucesso, finalmente tranqüilizou todos e mandou-os de volta pro banco pra polícia resolver. Eu e Linux fomos fuçar nas tralhas capturadas, descobrimos um cara na tal linha de montagem com capuz e barba por fazer, o nome Dr. Elétron, e um caminho na memória dos robôs que levavam até aquela fazenda que a NSA disse não ter nada de estranho. Todos aparecem na NSA, investigamos o tal Dr. Elétron e descobrimos que era um suposto vilão de quinze anos atrás que ninguém nunca viu e só se tem boatos da existência dele, aparentemente mexia com eletricidade e tecnologia.
To_Catch_An_Electron___by_Sun_of_a_Beach
Ainda incertos da inocência do Dr. Daves vamos falar com ele mas chamam ele na hora por terem descoberto algo nas armas. Vamos todos e vemos que são mini rubis artificiais parecidos com aquele grandão que achamos. Rola uma suspeita de vazamento de informações mas morre ali. Depois Steve T fala com o Dr. Daves e pergunta na lata se o cara tem culpa no cartório, o cara nega mas dá aquela tremidinha, já ficamos mais paranóicos. Vamos fuçar na casa do Dr. Daves (carinhosamente chamado de Sr. Suspeito) e descobrimos que vários dados que estavam na NSA estão no micro dele também e pelas datas o safadão tava mesmo passando informação pra fora. Deixamos uma das cópias do Equação [é, ele demorou pra chegar em OFF mesmo] vigiando o doutor e vamos fuçar na fazenda suspeita.

Sombra e Equação entram primeiro, Sombra como, bem, sombra, e Equação pequeno e intangível. Fuçam e acham uma porta no porão, Equação passa a porta enquanto Sombra desabilita as trancas. Vamos até eles. Equação acha um corredor com canhões lasers, com ajuda de Celeste desabilita-os. Entramos e seguimos, Celeste vai contornando o sistema de segurança, até que chegamos numa porta.

Eeeenquanto isso o Dr. Suspeito sai da base da NSA e pega seu carro, Equação acompanha escondidinho. Ele passa pra gente que o doutor tá indo na direção da fazenda. Equação despluga umas coisas no motor, o carro da uma engasgada e antes que pare volta ao normal, aquele era definitivamente o tal Dr. Elétron. Equação tenta zoar coisas não elétricas do carro, mas o carro continua andando. Então Equação resolve partir pra pancadaria e cresce pra cima do cara.

Naaa fazenda, Sombra e Equação passam a porta e vêem, equipamentos aleatórios, e nos cantos uns caranguejos robóticos maiores e com lasers. Abrimos a porta e partimos pro arrebento. Equação vira vários e cai na porrada, junto com o demônio, Steve T e Linux usam telecinésia e seguram os bichos amontoados em cima um do outro, os bichos disparam mas não nos acertam. Equação entra num deles com várias copias pequenas e crescem, abrindo um buraquinho na lataria. Os manos descem a porrada mas a carcaça é muito dura e não causam dano, por fim eu desligo eles com meu pulso eletromagnético controlado.

Abrimos os robôs e extraio os sensores deles, faço umas gambiarras e altero umas coisinhas pra que nós passamos a ser reconhecidos pelos robôs como sendo caranguejos-robôs, podendo passar de boa por eles sem que nos ataquem.

No próximo episódio………

A nova temível máquina de destruição do Dr. Elétron!

A nova temível máquina de destruição do Dr. Elétron!

Anúncios

2 comentários

  1. Eu ja disse que gosto do poder de multiplicação? huahuahuahua


  2. Poder de jogador fominha, quer estar em todas as cenas possíveis ao mesmo tempo. É beeem legal. hehe



Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: