h1

5º sessão da mesa de D&D do Gabriel

06/11/2009

5º sessão da mesa de D&D do Gabriel

Passada a treta da última sessão o mago anão pirado (que chama Drei) diz que vão usar esse incidente como desculpa pra atacar o castelo do vampirão. Diz que eu vou levar um discípulo dele comigo. Logo aparece um anão maguinho, se apresenta como Hesvec (eu acho), pergunta que magias ele deve preparar, digo que de proteções tá bom.

Vou atrás de Farawind e a encontro numa sala com um capitão ou algo assim dos anões, chamado Artie. Entro na conversa, ele explica o plano de invasão, onde trombaremos os filhos do Vampirão e se pá o próprio. Os anões vão abrir o caminho por uns corredores e eu, Farawind e Hesvec seguimos dali. Depois o cara pede licença pra falar comigo sozinho, o resto sai da sala. Ele diz que o mago pirado Drei pode estragar toda a missão se ele despirocar e ficar soltando magias pra todo canto, diz que o local é bem guardado e as magias só vão atrair mais encrenca e se eu puder, se Drei ficar soltando muita magia sem necessidade pra eu mandar ele parar. Artie me diz também atacar qualquer anão que não seja um dos caras que irem conosco pra missão pois os inimigos podem nos iludir usando aparências inofensivas. Digo que vou socar quem quer q apareça, mesmo que seja dos anões que forem com a gente, já que se podem usar a aparência de anões podem usar a dos amigos também. O cara concorda, e me diz sobre uma profecia que tem a ver comigo, algo sobre quando as espadas se cruzarem eu receberia a luz. Ele chama os anões que vão com a gente, me apresenta e depois deixo eles pra lá.

Dwarf

Artie - O Anão meio-morsa

Acho Farawind, ela tá meio encucada com as atitudes dos anões com o tal Drei que até onde ela ouviu o cara pode mesmo estragar a festa toda, que não entende muito de porque fomos designados pra isso, além sermos mais aptos a socar mortos-vivos. Eu digo que nós somos a parte caótica do plano, o elemento surpresa, pois o inimigo espera os anões e eles são rígidos e previsíveis, nos incluir na treta altera tudo. E Drei se enquadra nisso também, pois o cara não é um anão típico e vai ter noção suficiente pra não estragar tudo. Ela pergunta sobre Lord, o cara do machadão, mas como o rei disse ele foi dar um passeio. Ela diz que não estamos ajudando ele se nem estamos com ele, eu digo que não precisamos estar com ele, apenas lutar pela mesma causa. Deixo ela pra lá e vou atrá de Drei.

Trombo ele enfurnado nos livros. Espero ele voltar e me dar atenção total, digo pra ele da preocupação da galera dele ficar soltando magia adoidado, peço pra ele ter juízo e maneirar, ele aceita.

Horas depois vamos pra invasão. Os anões vão abrindo caminho na porrada e nos deixam num corredor que temos que seguir sozinhos. Umas caveiras vem encher o saco mas pulo por elas, Farawind segue voando transformada em pássaro, Hesvec segue atrás flutuando, deixamos as caveiras se entendendo com os anões porradeiros.

Farawind acaba seguindo pelo caminho errado, conseguimos trazê-la de volta, obviamente havia ilusões pelo caminho. Vamos seguindo até que teias aparecem, vamos desviando até chegar numa sala com um gárgula paradão. Desviamos e seguimos. Mais teias e caminhos errados, eu acabo preso numa teia, depois dum esforço eu saio. Nessa aparece Pérola, a monge da Paty que veio nos ajudar. A gárgula cola na gente e começamos a tretar. caveiras chegam depois de um tempo. Começamos a atacar uns aos outros por causa de ilusão, até que Farawind arrebenta as caveiras e nós a Gárgula. Hesvec fica todo emo chorandinho com medo, dou uns tapas nele e mando virar homem. Vamos seguindo.

Gargoyle_by_envisage_d_

Taí um monstro que cabe em qualquer aventura

A frente vemos Artie e mais um dos anões feridos e sinalizando pra gente. Alerto todos que é uma armadilha e partimos pra porradas. A ilusão cai, o anão genérico é um corcundão fortão morto-vivo. O Artie é um fresco pomposo com um florete. Vamos socando, o grandão dá uns tapas bem fortes mas Hesvec cura a galera, eu vou pra cima do fresco, tento desarmar ele com meu sai mas acaba é perdendo o sai. Depois do grandão já estar bem estragado e o próprio fresco mal das pernas ele resolve fugir. Com uns pulões travo a saída dele e desco a porrada. Aparecem uns caras aleatórios pra ajudar, o elfo, halfling e mulher nariguda que trombei no barco voador. Eles dizem que estão lá caçando o vampiro.

Logo nos reencontramos com Artie e os milicos no local marcado. Ele passa o progresso do plano, aparentemente o fresco do florete era um dos filhos do vampirão. Ele passa onde devemos ir agora, atrás dos outros dois filhos, nosso grupo vai atrás de um e o grupo da nariguda vai atrás de outro. Ele diz que precisamos duma chave bizonha pra chegar num ponto especial lá, manda a gente ficar de olho.

Seguimos até uma sala onde tá tudo coberto por entranhas e mortices, e se revirando na nojeira três vermes da carniça. No outro lado da sala tem um trono vazio. Aparece um fantasmão dum nobre, provavelmente o filho do homi. Farawind diz que vai pegar o fantasma enquanto cuidamos dos vermes. Hesvec explica que os bichos paralisam com seus tentáculos por tempo suficiente pra nos comer, então atacamos de longe. Hesvec também diz que tem um pergaminho de luz do sol ali, peço pra usar se precisarmos.

Ghostbuster01

Quem vocês vão chamar?

Hesvec faz um círculo mágico de proteção que pega ele e Farawind, ela taca as pedras mágicas dela mas o cara nem liga, vai pra cima. Eu taco shurikens nos vermes enquanto Pérola os soca. O fantasma fica invisível e fica voando, Hesvec usa magia pra ver o invisível e fica vigiando o cara. Farawind toma uma tentaculada e fica paralisada. Eu assumo a treta com o fantasma. Pérola termina os vermes. O fantasma toma uns murros  meus mas a maioria atravessa. Eu já meio capenga Pérola pede pro tal dar a chave. Ele vai até um compartimento e abre mostrando a chave,  pergunta que somos, digo que viemos chutar a bunda do vampirão e sua laia. Mando Hesvec soltar o troço de luz, tudo brilha, Pérola vai com tudo pegar a chave, o fantasma passa com gosto a espada pelo pescoço dela mas erra. Eu aproveito e sento o reio nele, mandando pro beleléu. Paramos aí…

Undead01

Até a próxima, amiguinhos

Anúncios
%d bloggers like this: