h1

2º sessão de Changeling: The Lost do Felipe

15/01/2010

2º sessão de Changeling: The Lost do Felipe

Meses se passaram desde a última sessão, nossos pjs se estabeleceram na cidade. Eu virei um vagabundo revoltado noturno sem corte. Devi num é mais indiano, é paquistanês, e trabalha num açougue. Montamos nosso Hollow com uma entrada do açougue, e vendemos frutas goblins pros vagabundos. Schubert, o Calebe, arrumou trampo no jornal sensacionalista local. Julie virou secretária no mesmo jornal, que é comandado por um cara da corte do outono. A canarinho montou uma banda emo e juntou uns fãs. A Esquilinho virou stripper e pole dancer.

Furry alguém?

Começamos com a Canarinho num show. Ela sobe no palco, os emos gritam, ela pega no microfone e toma um choque foda que dá um curto na casa toda. Ela fia machucada e reclama com o roadie, vai andando no escuro e bate a canela, coisas caem em cima dela, todo tipo de zica, até que ela vai pro hospital fazer uns curativos. A Esquilinho vai fazer uma dança no pole e o troço solta, ela cai de cabeça, vai saindo e zicas começam a rolar com ela também, até que depois de tanto ferimento vai pro hospital também.

Schubert é designado pra inventar maluquices pra colocar no jornal, depois é chamado na sala do August, o cara da corte do outono, que diz que tem notícias da família dele. Diz que a mãe e irmã dele foram assassinadas pelo pai dele pois ele achava que elas eram falsas assim como o filho dele que as fadas deixaram no lugar de Schubert. Não sabem o paradeiro do pai dele. Schubert vai cuidar de seus assuntos. Vai falar com Devi no açougue já que temos um esquema com as frutas goblins, Schubert dava um incentivo místico pras frutas crescerem rápido. Devi está no açougue atendendo uma velhinha aleatória, depois tromba Schubert e conversam abobrinhas. Ouvem uma freada e batida, vão na rua e a velhinha aleatória foi atropelada por um ônibus de dois andares. Conversam mais e resolvem ir pro Hollow até as frutas. Schubert pega o vaso e ele explode na mão dele. Devi vai ver o que aconteceu e escorrega no nada e bate a cabeça. Já ficam paranóicos.

Julie volta pra casa de carro quando o carro começa a dar problemas, começa a encher de fumaça, ela abre os vidros mas eles emperram na metade, ela se espreme e sai, caindo de bunda na rua, quando começa uma chuva torrencial, então vê uma figura toda mulambenta e macabra próximo dela, sou eu. Tiro ela do meio da rua, ficamos debaixo de um toldo, que rasga e cai um monte de água empoçada em mim, antes da armação toda voar. Então um raio cai numa árvore que a derruba em cima da gente, mas conseguimos evitar. Vamos saindo dali quando vejo um carro suspeito, mando Julie pro carro enquanto eu cerco pelo outro lado. No carro Julie vê a sósia dela que acelera e atropela Julie, eu atiro mas erro. Pego Julie e levo até um apartamento próximo em busca de ajuda mas sou recebido a balas. Levo ela então pro bar do Buldog. Chego lá, descarrego ela no balcão e aviso que tem alguma zica rolando com a gente. O homem de lata pega o carro pra levá-la pro hospital, eu deixo eles irem pra num fazer o carro capotar. Vou pro bar mas a porta emperra, fico lá fora na chuva e as lâmpadas estouram, fico quietinho encostado na parede tentando não morrer.

No hospital a Canario e a Esquilo se encontram, conversam sobre a zica, que continu acontecendo com coisas voando e a acertando ambas, e pessoas doentes e tudo mais. Canário liga pra Devi que vai pro hospital. Chega lá e mais conversas e dúvidas. Schubert vai pro jornal tentar falar com August, prefere ir de escada pra não zoar o elevador, quase cai na escada, quando chega no andar do jornal descobre que perdeu August por minutos, que o peagria se tivesse vindo de elevador. Liga pra August mas a ligação tá zuada, tenta passar o que tá pegando e depois vai pro hospital encontrar Devi.

Julie chega no hospital toda arrebentada e já começam as cirurgias, o homem de lata vai embora pra não ser pego pela zica. August chega e depois de muita conversa explica o que tá acontecendo. Ele pega um pêndulo e  chacoalha, diz que todos ali estão ligados por uma promessa feita antes de voltarem de Arcádia e que por estarmos separados e provavelmente descumprindo a promessa a zica tá rolando. E claro, com eu longe a zica continua. Diz que tem como ajudar a Julie antes que ela morra, pois se algum de nós morrer pode aumentar muito a zica. Diz que tem como fazermos uma promessa oferecendo glamour em troca da recuperação dela. Todos topam, fazem promessas bem fofinhas e ela começa a regenerar misticamente. Só que Schubert e a Esquilinho colocaram uns adendos a promessa, a de Schubert consistia em Julie lhe pagar um favor em até uma semana, e a da Esquilinho era de Julie lhe ser fiel em um momento de perigo. Poooorém Esquilinho inadvertidamente no meio da promessa usou Arcárdia e as Fadas como base pra promessa o que acabou alertando as Fadas. Legal né?

Na chuva, eu lá todo encolhido e aparecem uns punks pra me espancarem, eu retruco com ofensas a masculinidade deles e pureza de suas progenitoras. Deixo um deles, aparentemente o líder, especialmente irritado, e o chamo pra treta sozinho, ele vem e diz pra ninguém tocar em mim. Então eu dou um tiro de surpresa nele, matando-o. Os punks ficam confusos sobre o que fazer, eu continuo com a pose, eles apontam armas pra mim discutindo se atiram ou não, eu continuo poser dando a entender que eles podem ser fodas como eu se andarem comigo, então eles resolvem virar a minha gangue. Perguntam sobre vandalizar e tudo mais, e nisso chega o homem de lata, vou pegar as notícias sobre a Julie e ele me diz que tão todos lá e é melhor e ir também. Mando os punks irem arrumar grana pra mim e eles saem pra pilhar a vizinhança, enquanto isso vou pro hospital.

Agora posso delegar caos e destruição.

Chego lá, me explicam o que tá pegando, Julie já tá melhor, resolvemos ser um grupinho feliz e a zica termina. Ou não né, pois na saída do hospital aparece um cara e uns cinco metros dizendo que alguém ali jurou por ele e Arcárdia então ele veio cobrar. Eu e Devi saímos correndo loucamente pra lados opostos, quando abrimos alguma porta vamos parar no matagal que vai pra Arcádia, então voltamos e nos escondemos. O resto fica pra tentar conversar, mas a Fada num quer nem saber, manda todo mundo calar a boca e já quer levar todo mundo. O Fada diz que vai levar só a Esquilo que fez a promessa e a Julie que tava na outra ponta, o resto ele só ia matar. Então Schubert diz que ele num pode levar a Julie pois ela tem que cumprir um promessa feita pra ele também. Então a Fada fica cabreira por não se meter a forçar quebras de juramentos, pois isso pode dar uma zica foda. Então ele força eles a cumprirem a promessa ali mesmo. Como Julie tinha que ajudar a Esquilinho em um perigo, e a Fada era um perigo gigaaante então já tava tudo certo. Então a Fada manda Schubert cobrar o favor de Julie logo, mas ele se recusa, e a Fada diz que tem muitas maneiras de obrigar ele a fazer isso. Então Schubert pede que Julie o acompanhe numa jornada ao redor do mundo por um ano e um dia. A Fada fica putona com isso mas aceita, e diz que no final desse um ano e um dia vai voltar e levar todo mundo. Então se vai…

Senhor Fada, pra você.

Nos reunimos de novo, então vamos falar com o Bulldog sobre a treta toda, ele concorda em nos ajudar a sair dali, dá umas cartas e informações sobre umas comunas ali próximo pra gente passear até encontrar um jeito de nos livrar dessa encrenca. Diz também sobre uma Fada banida que mora ali perto e a gente pode conversar com ela já que ela é fodona e talz. Vamos lá e o tal Banido nos recebe, contamos a zica e ele manda voltarmos no dia seguinte que ele vai dar os termos dele pra ajuda. Voltamos pra resolver nossas pendengas em Londres antes de partir.

%d bloggers like this: