h1

5º sessão minha de M&M Vilões

29/01/2010

5º sessão minha de Mutantes&Malfeitores: Vilões

Nessa só Dr.Bane, Curintiano e Rúbia.

Começamos com Bane recebendo as atualizações sobre a zona na cidade, tretas rolando pra todo lado, fornecedores cortados, caos generalizado. Informam Bane que o Curintiano tá sendo transferido pra outro presídio, Bane monta uma bazuca energética e vai lá resgatá-lo. Vai de helicóptero mais uns miliquinhos e vê o furgão levando o meliante junto com duas viaturas de escolta. Bane dispara com sua bazuquinha e faz uma das viaturas capotar. Rúbia, que ainda tá usando o corpo do herói da última sessão, vê a zona a distância e vai checar. Vai pra cima do helicóptero mas toma uns tiros e passa reto, toma mais um tirão e vai caindo. Guardinhas no furgão do Curintiano começam a atirar, Curintiano bota um medinho neles, Rúbia possui um desses guardinhas deixando o corpo do herói se esborrachar no chão. Bane bloqueia o rádio dos guardas e capota a outra viatura. Rúbia e Curintiano conversam abobrinhas, Bane explode um pedaço da rua fazendo o furgão capotar. Matam os guardas, Rúbia volta pro corpo do herói, Curintiano é liberado e vão embora.

Rúbia “herói” vai passear atrás de outro herói inteligente. Encontra um genérico resgatando pessoinhas, o cara não estranha as atitudes do herói (primeiro de uma série de sucessos críticos malditos). Ficam especulando sobre os planos dos vilões, estranhando as ações deles em só destruir tudo. Analisam os ataques e Rúbia começa a perceber um padrão nos locais e formas dos ataques, vê que tudo tá conectado. O herói o conecta com o outros heróis da cidade, conversam mais e começam a trabalhar na hipótese de que os vilões tão atrás de outra coisa e talz, ficam trocando idéias.

Se é mesa de heróis o povo quer ser vilão, se é de vilão quer ser herói...

Bane e Curintiano resolvem causar, vão tentar invadir uma base de um grupo de heróis, os Justiceiros. Bane tenta teleportar pra dentro mas é impedido, atira com a bazuca e nada. Vão pelo esgoto, vão destruindo até chegar num campo de força. Ficam atacando e nada. Recebe informe de ataques na base dos Justiceiros e vai checar, acha o helicóptero dos vilões, o destrói e vai atrás dos vilões junto com mais heróis que aparecem.

No esgoto os heróis vão chegando, Curintiano invoca sua galera de maloquêro que entope o esgoto e bota um medo nos heróis. Treta rolando, um dos heróis até pisa na bandeira dos curintianos enfezando eles. Bane modifica a bazuca pra enfraquecer o campo de força e depois explodir, levando os heróis junto. Bane e Curintiano saem, o troço explode derrubando os heróis e enfraquecendo o campo de força. Forçam a porta e entram na base, um hall cheio de fotos, troféus, uniformes antigos, que os curintianos restantes ficam vandalizando.

Bane e Curintiano seguem pela base até a sala de controle. A tranca eletrônica impede eles de entrarem, então Bane fica conversando com a Tranca, uma conversa pra lá de bisonha, até que Bane consegue acessar a tranca e abrir a porta, justo quando um dos heróis capotados junto com Rúbia chegam. Bane aciona as defesas da base que ficam pentelhando o herói que continua socando a porta. Rúbia tira ele de lá antes que capote de novo. Bane fica fuçando nos computadores, mexendo nos sistemas, rouba umas informações e aciona autodestruição. Pega Curintiano e fogem dali teleportando.

Rúbia se reúne com mais heróis, relata a ocorrência, eles conversam abobrinhas heróicas e invadem a base, logo que os vilões se mandaram. Mais um sucesso crítico de Rúbia e os heróis começam a segui-la como líder. Rúbia passa na biblioteca dos heróis pesquisando sobre o Dormitor, depois conversa com um herói maguinho que lhe diz que os Dormitors tão extinto, são seres controladores e poderosos, apanham de coisas bentas ou muito graúdas.

Na base dos vilões Bane e Curintiano relatam as coisas pro chefe Dormitor. Conversam e Dormitor resolve pentelha o Curintiano. Pega uma adaguinha ritual e enfia no coração de Curintiano, com as gotas de sangue desenha símbolos no tapete branquinho enquanto entoa cânticos. O sangue se junta e forma uma criaturinha, uma bolinha de carne com boca e ganchos que grudam no ombro de Curintiano, que está totalmente curado da adagada. Dormitor diz que fez isso pra evitar ter que matá-lo. Ninguém entende lhufas. Então Dormitor mostra numa tela a imagem do herói que Rúbia possuiu. Diz que tá na hora de avançar o plano e zoar de vez os heróis, e pra começar tem que destruir o líder deles, a “Rúbia”. Diz que tá na hora do Sr. Supremo (lembra dele?) entrar em ação.

Os heróis tão tretando contra vilões em pontos que Rúbia redefiniu distribuindo melhor as forças. Quando aparece o Sr. Supremo voando e brilhando e exterminando um herói com um raio energético. Os outros heróis ficam apavorados mas Rúbia os inspira e eles voltam pra batalha. Rúbia vai falar com Supremo. Bane e Curintiano vã pra treta, Bane chega de helicóptero tacando bombas e tocando o terror. Um herói vai pra cima, umas hélices em seu uniforme puxam vento fazendo o crescer e esmurrar o helicóptero, mas Bane teleporta. O cara solta um rajadão de vento ficando menor, depois puxa vento crescendo de novo, Bane fica tentando colocar uma bomba no cangote do cara, finalmente explode uma perto o suficiente arremessando o cara. Já o Curintiano invoca a galera que vai vandalizar geral quando aparece uma cara alado com uma espada, capacete de gavião e o símbolo do Corinthians. Se apresenta como o Gavião Fiel e diz que socar aqueles curintianos safados. Fica passando a espada neles mas os caras fazem montinho e o derrubam enquanto o Curintiano corajosamente fica atirando escondido. Os maloquêro arrancam as asas do cara e sentam a porrada nele, o capotando. Até tombam uma carcaça de carro em cima dele, mó mancada…

Será o fim de nosso bravo herói?

Já Rúbia fica pentelhando o Sr. Supremo. O cara carrega energia e taca umas bolas energéticas nela, machucando. Rúbia vai na lábia e convence o cara que tá do lado dos vilões, que o Dormitor tá aprontando e bota mais caraminholas na cuca do Supremo (mais um maldito sucesso crítico). O Supremo vai embora tirar satisfação com Dormitor, Rúbia tira o cara crescedor da batalha pra se recuperar, mais tretas até que os heróis derrotam os vilões, mesmo tento tomado uma sova. Todos voltam pra suas bases pra se curar, e o Curintiano finalmente sai do esconderijo. hehehe

Anúncios

4 comentários

  1. Ai, foi uma tatíca dos Curintianos.. como vc nunca foi nos confrontos não sabe o que significa : Os manos da Porrada e os manos que Acertão os FDP dos PM que tentam parar a Grande Nação Curintiana!


  2. Eiii…eu não sabia que vilões tinham que ter patotinhas!!! Vilão que é vilão, é vilão até pra vilão!!!!!!!!


  3. Fazer o q né, sou civilizado…


  4. Acho q meu cérebro deu um nó agora.



Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: