h1

2º sessão de CdZ do Tib – Ilha da Rainha da Morte

15/03/2010

2º sessão de Cavaleiros do Zodíaco do Tib – Ilha da Rainha da Morte

Onde a gente tinha parado mesmo?

Com aquela chuva de meteoros breve em nossas cabeças analisamos nossas opções. Se muita alternativa resolvemos usar a ignorância mesmo. Peço ajuda a todos ali pra me passarem energia e uso meu golpão com toda a energia acumulada. Com um mega pisão no mar eu crio uma onde gigante que varre os meteoros pra água. Sim, foi um baita sucesso.

Passada a ameaça ainda sobra um pilar pra ser destruído, mas esse o guardião já foi pedalado por nós. Medif caiu com o esforço de doar energia mas mesmo inconsciente ele levanta e leva a caixa da armadura até Claude. Claude puxa uma das armas de Libra e destrói o pilar. A barreira mística que nos impedia de entrar se desfaz.

Lá na frente o mago safado que chamou os meteoros começa a aprontar mais magias. Vamos pra cima dele mas outra barreira o protege. Raios se formam no céu e descem na cuca de Claude. Continuamos a treta até arrebentar o cara. Antes do golpe fatal aparecem uns capangas e levam o mago embora. Vão pro castelinho feliz do vilão no alto do vulcão. Alexandre recarrega Claude e vamos seguindo todos juntos.

Maldito maguinho fujão!

Chegamos até o castelo, bem chiquetoso e tudo mais. Vamos entrando e notamos um arqueiro escondido pronto pra atirar. Claude vai pra cima dele enquanto uma águia de fogo vai em sua direção. Flora engloba a águia de verdade que pairava lá no alto anulando a águia de fogo. A treta rola solta, até um lobo aparece no meio. Então ouvimos alguém invocar palavras de ativação, vemos um outro maguinho aprontando seu golpe. Eu e Alexandre sentamos o prego nele, inclusive Alexandre faz um mega golpão com sua espada relâmpago que bomba com meu cosmo elétrico. Derek dá um golpe tão forte também no arqueiro que explode sua própria armadura. Capangas pedalados seguimos pelo castelo.

Entramos num salão cheio de tubos grandões empoeirados e cheios dum líquido verde. Limpamos a poeira pra ver o que tem nos tubos e vemos nossos camaradas boiando. Nossos amigos, discípulos, mestres, alguns tem até mais de um. Nuns dos tubos há pessoas não formadas por completo, só bolos de carne que um dia seriam alguém. Sem saber o que diacho são aqueles troços tiramos todos dos tubos. Uma cópia de Claude acorda bem confuso. Aparentemente as memórias dele são de alguns anos atrás quando Claude ainda era cavaleiros de bronze/prata. Acalmamos ele e quando vamos explicar o que tá acontecendo uma cópia do Woltan de Escorpião, também na versão 1.0 acorda furioso e já dispara seu golpe, uma explosão que pega a sala toda. Os Claudes o seguram as ainda rola uma boa destruição. Arremesso Medif pra fora da sala antes do impacto. Nocauteiam Woltan B.

Clones... Tenho um péssimo pressentimento.

Fora da sala Medif esquiva por pouco de um tiro na fuça. É um dos capangas que levaram o maguinho safado embora. Com a explosão lá na sala Derek foi arremessado pra fora também. Medif o pega pelas pernas e corre escada acima fugindo dos tiros do capanga (e batendo a cabeça de Derek nos degraus). Na sala abrem quatro portas e saem monstros bizarros refugo de digimon que guardavam o lugar. Um geleca rastejante, uma bola de pelos com patas, um pássaro bicudo e um samambaia estressada. Socamos as bizarrices, Claude dá um rugidão que tira uns sentidos da galera por um tempo até. O pistoleiro aparece e também vira estatística.

Um dos clones ali é do Ken, um camarada meu e atual cavaleiro de ouro de Câncer. Aparece uma mina aleatória e taca uma bola brilhante na direção dele, uma alma aparentemente. Eu tiro ele do caminho mas a bola o segue e ele a pega. Sem saber o que fazer e prestes a liberar tudo, então faço um sonho de emergência nele onde passo toda a evolução dele num momento pra  ver se ele consegue lidar com aquilo. Ele entende e começa a neutralizar a zica da alma. Ela manda outra e Ken consegue anular também. Socamos a vadia. Quando ela tá morrendo no chão ela se arrasta pra tocar o corpo do pistoleiro, aparentemente eram amantes e se reunirão no além.

Daííí Derek resolve impedir a mulé de se arrastar até o cara, e uma energia de ódio começa a envolvê-lo. Eu o impeço e começo a fazer um ritual de descarrego pra tirar aquele encosto dele. Lucas também tem pensamentos malvados sobre pisar no pescoço da mulé pra terminar o serviço e muito ódio começa a cercá-lo. Medif pula em cima de Lucas pra trazê-lo de volta a si e queima seu cosmo fodamente afastando o ódio de Lucas. No descarrego de Derek a coisa fica por um fio então peço ajuda pra armadura de Libra, ela topa e puxo o nunchaku. Com cada um segurando numa haste nós nos ligamos e o ódio dele se esvai. Ele guarda a arma de volta na armadura.

Muito tentador

Só que nesse meio tempo mais um corno aparece pra nos aporrinhar. Um ninja metidão, mas Flora joga uma planta protetora que nos envolve enquanto fazemos os descarregos. Quando estamos prontos pra sair da proteção e arrebentar tudo Ken diz pra deixar a parada com ele pra podermos seguir em frente. Mesmo sendo um inimigo bem poderoso pras atuais condições do Ken deixamos ele lá brigando com o cara e seguimos atrás do chefão. Levamos aqueles clones que não se destruíram nas tretas.

Subimos até a sala do trono mas alguém está bloqueando a passagem, um cavaleiro medieval todo armadurado com um espadão de tirar pizza do forno. Pelo nível do cidadão teríamos que dar um belo tapão pra deitar o corno. Claude dá um golpão que arrebenta as manoplas de sua armadura. O elmo do cara voa e vemos que é uma cópia do Aquiles, sabe, aquele. Sigo no vácuo e dou um pisão no cabra que ele voa pra dentro da sala do chefe dele. O lemuriano safado que viemos atrás levanta de seu troninho e desintegra o Aquiles pela falha dele.

Fazia tempo que eu queria bater nesse cara.

O lemuriano malvadão faz uns gestos e a armadura de Áries vai pra ele, só que essa armadura está bombada pro nível divino. A musiquinha do chefe de fase começa a tocar ao fundo. Sati fica me azucrinando via link mental por causa da armadura de Áries, quer ir até lá ver o que tá acontecendo mas eu falo pra ela deixar eu resolver. Falo pro malvadão que vamos socar a cara dele e arrancar a armadura na porrada, claro que com palavras mais bonitinhas.

Então aparece Hanna de Aquário, ou a cópia dela né. Um dos clones que salvamos é do Seph, um dos discípulos de Hanna. Ele acorda com a presença da mulé ali. Hanna começa a invocar seu mega golpão, então Seph assume a treta pois as técnicas dele são mais eficazes. Os dois começam a tretar fodamente.

Os cavaleiros de bronze passam cosmo pra mim e Claude. Sati me passa mais um pouco, Ken lá embaixo na treta e ainda vivo me passa também e até Nalbert, nosso mano que tá sumido há tempos, manda um pouco de energia. Medif reconhece a presença de Nalbert já que foi ele que o salvou e o levou pro Santuário. Totalmente bombados pulamos na goela do lemuriano. Claude desfere várias garradas no safado que gasta bastante energia pra aguentar o golpe, e eu vou grudado dando meu pisão. Ele abre uma barreira de cristal que começa a puxar energia até da armadura pra aguentar, mas algo que ele colocou na armadura pra corrompê-la sai com o esforço e a armadura sai do corpo dele, e sem de onde puxar energia ele não segura a barreira e toma o bicudão atômico.

Foi um belo golpe.

O corpo do safado cai todo arrebentado lá embaixo na lava. A perna da minha armadura arrebentada. A armadura de Libra aparece e as armas começam a me rodear. Notamos que o trono dele era o que mantinha a ilha oculta, então arrebento ele com a calota de Libra. Tudo começa a desabar. Recolhemos os vivos e armaduras, chamamos o piloto que aparece para o resgate. Seph sai da treta e vem com a gente. Hanna fica pra trás e some na baderna. Já no avião olho uma última vez pra ilha e vejo uma figura, provavelmente que tava mandando em tudo por trás da cena. Vejo um gigante com chifres envolto num manto de gelo. Sei lá quem era o puto, depois checamos. E voltamos pro Santuário, surpreendentemente vivos.

4 comentários

  1. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, q merd…………. pq fui morre antes dessa aventura, q drogaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, eu queria estar la tbmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm, snifsnifsnif


  2. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Relaxa q esse foi só o primeiro de uma onde de buracos maléficos q vamos nos enfiar.


  3. MUAHAHAAHAH!


  4. Perdeu Takeshi não foi…



Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: