h1

9º sessão de Exalted do Seiya

19/03/2010

9º sessão de Exalted do Seiya

Lá na cidade, SDS bolava um plano pra libertar os malacos dragonblooded do xilindró. Passou pra eles uns trecos tipo comida e utensílios. Durante a noite eles usaram as tralhas pra vazar matando os guardinhas. Dois deles, uma mina do elemento ar e outro cara do elemento terra, encontram SDS, conversam e fogem da cidade. Um outro dragonblooded bêbado com o vinho que SDS deixou pra eles na cela é preso pelos guardas de novo. SDS sai da cidade na surdina pra encontrar os dois.

Fingindo ser uma pessoa normal ela viaja com os dois. No caminho ela encontra o camarada dragonblooded dela, o carinha do elemento fogo, tomando banho numa cachoeira. Sem- vergonhices depois eles se juntam ao resto e esse cara vira o líder dos dragonblooded por ser o único líder que sobrou e por ele ser um ótimo porradeiro. Seguem correndo, SDS acompanha o cara de terra que é mais lento e tá machucado. Ela fica tendo desejos e vontades de sugar o sangue do cara mas resiste. O cara do fogo deixa ela sugar um pouco do sangue dele pra ela se manter controlada. Ela conta que tava andando com a gente e que pedalammos os camaradas dragonblooded dele. Mostra o brinco que eu dei pra ela, um dos que peguei daqueles dragonblooded de planta. O cara fica de boa.

E a gente lá na Wyld, continuo na luta com o fadinha. Lirien vai movendo DoL como uma bola de circo, rolando ele com os pés. DoL continua rezando pro deus macintosh pra fazer a magia dele. Lá na treta o fadinha sopra a flautinha e convoca uns lobinhos ou coisa assim pra me pegar. Eles fazem montinho em mim mas param no meu EVA/armadura. Agarro o fadinha e o soco até virar massinha. Fico berrando pra zoar os efeitos de som dele. DoL chega e dispara sua magia criando uma área de estabilidade no local.

Programação do windows

Enquanto estou segurando o resto de fadinha uma voz vinda de todo o lugar manda eu parar. Conversamos com a voz, aparentemente é uma fada bem mais foda que imaginávamos e aquele era só um homunculu dele, só um bonequinho. O fadão diz que pode negociar com a gente, oferece deixar a gente onde quisermos se conquistarem de volta um castelinho dele que tomaram. Eu mando ele catar coquinho e vou embora, Lirien vem comigo.  DoL aceita.

Saio com Lirien da Wyld. Saímos numa caverna. Montamos acampamento e chamo um espírito do local pra conversar e a gente ficar de boa. Aparece uma cobra, ela escreve no chão que somos bem vindos e vai embora. Então uma voz graúda fala conosco, aparentemente um espírito fodão protetor da cidade e região. Diz que é o cara que faz as histórias acontecerem. Pedimos pra ele contar algo mas ele num tá muito afim, então Lirien fica tocando sua flautinha. Mando uma mensagem via magia pra SDS dizendo que vamos encontrá-la.

Depois de descansarmos partimos pra encontrar SDS. Viro um cavalo pra Lirien montar e vamos. Encontramos SDS junto dos Dragonbloodeds, deixo Lirien e volto pra caçar os fadinhas. Elas ficam fofocando. Sei lá como mas o papo desemboca em contar pros DBs que elas são exaltadas e entram pro grupo deles como mercenárias. Ok…


DoL é levado pelo fadão até o tal castelinho. Ele arrebenta todo mundo e libera o local pro fadão. Como recompensa ele é deixado em algum canto do mundo quando percebe que aquela base militar que encontramos um tempo atrás me disse um monte de abobrinhas e que ele só conseguiu entender agora, a mensagem era que o tal do Olho de Autocton que DoL tanto procurava tava naquela base. Quando se toca ele volta pra outra base pra reportar que achou o tal Olho.

No caminho ele encontra um Sideral que ele já conhecia. Ambos entram na base, DoL se pluga nos sistemas mas percebe que a coisa tá com vírus. Arrebenta os cabos antes de comprometer alguma coisa e vai pro núcleo da base pra destruir tudo. Ele e o Sideram vão arrebentando as paredes até chegam ao núcleo. Muita energia depois e tudo explode. A intensidade do feito faz a aura de DoL brilhar tanto que metade do mundo vê. Ele sai voando com o Sideral capotado de volta pra sua própria base se consertar e contactar Autocton. Eu voando na minha carruagem de fogo vejo a aura do DoL e vou checar. Vejo ele entrando na base dele, vou seguindo. Entramos, todos vão pro conserto.

Notou como somos discretos?

Anúncios
%d bloggers like this: