Archive for the ‘do Benito’ Category

h1

3º sessão da mesa de M&M do Benito

23/12/2009

3º sessão da mesa de Mutantes&Malfeitores do Benito

Nessa foi só eu (Mamute) e a Graci (Kinema), o resto dos personagens foi como NPCs. Sahara, Dínamo, Fibrilator e Pulsar.

Começamos com Kinema estendendo sua percepção até a base dos vilõs pra checar o que rola. Ela passa por uma montanha camuflada, milicos pra todo lado, até que notam ela. Ela força mais um pouquinho e vê a máquina que tá aprontando a zica toda, gigantona. Então ela começa a ver as coisas mudarem de lugar, salas se movendo e tudo mais. Partimos pra lá.

Já na entrada Kinema me ergue lá em cima e eu desço com tudo desabando tudo, abatendo uns guardas e estorando a porta. Entramos e vamos seguindo pelos corredores, Fibrilator vai atrás de computadores. Descemos por um elevador e chegamos numa sala, eu e Sahara avançamos e uma parede cresce atrás de nós isolando o resto do grupo. No comunicamos mas parece que fomos movidos pra longe. Vamos seguindo até que ambos times chegam em salas bem grandes com uns guardas. Já entramos tretando, Sahara movendo as pedras, eu dando tapas. No outro grupo o mesmo esquema. Só que os guardas usam armas diferentes e ficam estranhamente mais resistentes, só sobra eu em pé. Até que Fibrilator chega e diz que eu tava batendo nos meus companheiros, e finalmente vemos que era uma ilusão e que estávamos lutando entre nós.

salcifufuuu!!!!

Dínamo acorda com sua auto-cura, guardo os caídos num canto pra não serem atacados por guardas de verdade e muito putos seguimos pela base. Chegamos a outra sala com uns 30 guardas. Rapidinho derrubamos eles, o povo acorda e nos juntamos. Continuamos descendo e chegamos na máquina, os vilões nos esperando por lá. O Foguentinho, o Kung Fuzeiro de Nova York, o Ninja que transforma outros em pedra e um cara grande feito de pedra. Dividimos e partimos pra porrada.

Fibrilator vai pros controles da máquina tentar atrasá-la já que não dava pra desativar. Kinema tenta arremessar o cara de pedra na máquina mas ele é pesado demais. Pulo pra cima do cara de pedra, ele cresce e me erra um murro, caio jogando frio no chão deixando-o mais fraco pra ceder com o peso dele. O chão abre mas ele cresce mais e sai de boa do buraco. Pulsar dispara no ninja mas ele esquiva e joga bombinha de fumaça pra se camuflar. Sahara vai pra cima do Kung Fuzeiro mas toma uma núvem de pólem que a deixa atrapalhada. Dínamo vai pro Foguento mas ele sai correndo pra pegar a Sahara. O Ninja some, Pulsar atira na máquina mas num chega a danificar. Sahara foge dos dois caras mas toma chamas e capota, Kinema puxa ela e joga o Dínamo nos dois, uma núvem de folhas e poeira cobre a área e Dínamos não vê nada. O grandão de pedra me erra uma bicuda e acerta a máquina danificando, eu esfrio uma parte da máquina pra ficar mais frágil, o grandão me acerta a bicuda dessa vez e eu atravesso a máquina. Energia vazando pra todo lado, destruição iminente.

O vilões sumidos, acordo e arrebento mais a máquina, logo vemos lava descendo por onde entramos, o Foguento subiu e derreteu as coisas. Pulsar atira e Kinema empurra na telecinesia fazendo um buracão. Vamos subindo até que o ninja aparece e transforma o Dínamo em pedra, e some de novo. Kinema vaza com Sahara e Dínamo capotados. Tromba o Ninja no caminho, ele diz que a gente por comemorar o dia de hoje mas vai ter volta. Pulsar e Fibrilator me levam voando. Saímos da base, ela explode e em seguida é sugada deixando nada pra trás, só a cratera.

Epílogo. As tretas param, ajudamos onde podemos. Em Nova York os outros Pjs resolvem as tretas diversas, os vilões somem, a companhia de tecnologia é pilhada e tudo some. E mais uma vez o mundo foi salvo graças a Aliança.

h1

3º sessão da mesa de M&M do Benito

30/10/2009

3º sessão da mesa de M&M do Benito

Nessa nós jogamos com nossos pj de nível 8, os eventos ocorrem paralelamente a mesa dos pjs de nível 10. Nesse eu tô como Sagita, um lagartóide arqueiro com flechas mirabolantes. Temos a Graci como Kinema, uma psicona telecinética; o Tib como Darkwing, um cara tipo o asa noturna; e o Fabão com Rider, um engenheiro com uma armadura cheia de gracinhas.

Também somos membros da Aliança, o grupo gigante de heróis, e estamos cuidando de Nova York. Eu e Kinema recebemos informações sobre um roubo rolando numa loja da cidade de noitão. Chegamos lá e vemos uns bandidos levando as coisas. Kinema prende uns no chã com telecinece enquanto eu taco minhas flechas especiais. Um deles resolve atirar pra todo lado mas uma flechada resolve ele. Um cara que estava de longe mas com o grupo resolve fugir. Kinema fica cuidando dos bandidos enquanto eu voua trás do fujão. Ele foje pelo esgoto, vou atrás de boa. Ele chega num carro, eu pulo em cima do carro e vamos passeando pela rua, eu giro o volante com meu rabo fazendo o carro bater e o cara pedalar. Fuçando ele acho uma agenda com infos sobre um compromisso as três da manhã num armazém. Passo pra galera e vamos todos pra lá.

Kinema usa percepção extra sensorial pra ver o que tá pegando lá, vê uma renca de bandido, caminhões, caixas, armas, aparelhos genéricos, e um cara de branco meio kung fu. O cara de branco nota a espionagem e alerta todo mundo, que começam a se preparar. Perdemos o elemento surpresa, partimos pro ataque. Rider desliga a luz do armazém, Kinema estoura a portona com telecinese e tiro começa a voar pra todo lado, e fumaça deixa tudo mais escuro. Umas granadas de luz vem do armazém e nos deixam tontos por um tempo, Rider e Darkwing entram e começam a socar as pessoas. Rider sobe num caminhão e dispara raiões pra todo lado. Kinema arranca o teto com telecinese, vamos capotando os capangas, mas o cara de branco nem dá sinal de vida. Num dos disparos de Rider abre um rombo na parede que uns caras começam a fugir. Kinema e eu vamos atrás, ela os segura na telecinese e eu nocauteio na flechada.

Capangas - Agora na versão numerada

Capangas - Agora na versão numerada

Com os capangas acabados aparece o cara de branco do kung fu. Ele entra numa treta com Darkwing, lance “me mostre o seu kung fu”. Darkwing tá uma varetada mas o cara bloqueia, e devolve com umas bolinhas de fumaça que deixam darkwing tonto. Kinema chega e prende o cara com telecinese, o cara joga uma sementinha e uma árvore toma o lugar dele. Limpamos o lugar, descobrimos que faz parte da tal operação 2012 que não fazemos idéia do que seja, vamos investigar e enrolar por aí. Darkwing foi atrás duns mafiosos, fez umas inimizades mas num conseguiu nada.

No dia seguinte tá rolando uma chuva foda, de virar carro na rua, e recebemos relatos de catástrofes. Um tsunami vindo, a ponte gigantona chacoalhando pra cair, dois trens prestes a se beijarem, além de saques pela cidade. Distribuímos a galera pelas catástrofes, e chamamos mais uns companheiros de Aliança pra ajudar. Vem Kabuto, um armadurado porradeiro e Sahara, uma mina que controla terra. Eu e Sahara vamos cuidar do tsunami. Kinema cuida dos trens, e o resto cuida da ponte.

_thunder__by_Mrichston

Kinema segurou os trens com sua telecinese rapidinho, então foi ajudar com o tsunami. Na praia Sahara foi movendo a terra no mar pra diminuir a onda enquanto Kinema ia segurando com telecinese e eu ia tirando as pessoas e colocando obtásculos no caminho da água pra num avançar muito pra cidade. A onda veio mais baixa, fico ali na praia, molhou um pouquinho mas sussa. Na ponte o povo ficou amarrando os cabos pra segurar a ponte e Rider destruiu uns pontos específicos na ponte pra cair uns pedaços sem levar a ponte toda, dando tempo pra galera sair.

Dias depois de controle de dano salvamos as pessoas em apuros pela tragédia, cuidado de bandidos e ajudando no que pudessemos e o exército tava jogando comida no Central Park por que tava difícil de chegar na cidade. Num momento uns Trols, os caras que usam as drogas que dão poderes, vieram tocar o terror no parque saquear tudo. Vamos lá bater neles, Kinema já tava lá cuidando da segurança, tenta pegar os caras mas o líder é fortão e taca um pedaço do chão nela, a nocauteando. Chegamos e vemos o Trols fazendo a zona, batendo em pessoas, levando as comidas, entramos na porrada, sentamos o prego nos meliantes. Descobrimos que tá rolando um lance da máfia comandando os saques e tretas diversas, mais pra investigamos depois.

troll01

Trolls - Temos que espancar agora antes que amadureçam

Recebemos informes do time na Califórnia dizendo que vão resolver o lance na falha de San Andreas, então redividimos o grupo pra próxima sessão.

h1

2º sessão da mesa de M&M do Benito

29/10/2009

2º sessão da mesa de M&M do Benito

Nessa o Fabão entrou com o Dínamo, cara que absorve  energias e dispara raiões.

Continuando a encrenca da última sessão, juntamos o grupo e vamos resolver a fuga da cadeia de supervilões. Pulsar juntou umas informações sobre as tretas rolando no mundo e triangulou a fonte da encrenca na falha de San Andreas na Califórnia. Ficamos de ver isso assim que resolvermos a cadeia. Caçamos umas informações sobre a cadeia mas é tudo ultra secreto, sabemos que rola uns inibidores de poder lá que podem nos afetar.

Marseille__Prison_Island_by_geostant

É tão bom não ter que procurar o vilão, já deixam guardadinhos pra gente.

Chegamos na cadeia, uma ilha artificial do tamanho do maracanã e com vários níveis subterrâneos. Tudo fechado, uma fumacinha saindo. Pulsar e Dínamo avançam por cima pra invadir o lugar. Kodama checa os arredores pra ver se tá tudo bem, ela acha umas partes fragilizadas dos paredões da cadeia. Me passa, então eu reforço os locais com coisas pesadas.

Pulsar e Dínamo passam por uma área que dá uns xabu nos poderes dele, Pulsar perde o vôo e ambos estabacam no chão. Tiroteio rolando entre guardas e prisioneiros, Pulsar e Dínamo tomam tiros de todo lado, atacam de volta os bandidos, e Pulsar toma uma em cheio que o derruba. Dínamo faz uns códigos militares pra dizer que é amigo e os guardas param de atirar neles. Conversa com os guardas, descobre que o Foguentinho que prendemos na outra sessão e mais dois caras estão comandando a zona e pegaram o diretor da cadeia como refém. A fumaceira intensifica, eu lá de baixo dou um pulão e tapão pra tirar um pouco da fumaça mas num ajuda muito. Kodama percebe uns ninjas a observando, ela fica pulando e teleportando pra todo canto pra despistar os ninjas.
ninjassign
Kodama arma uma pros ninjas se revelarem, eles caem na arapuca e alguns se revelam atacando-a, ela fica grudada no chão. Reconhece o estilo dos caras como similar ao dela. Fica tretando com os caras. Eu dou outro pulão e tapão e tiro a fumaça. Pulsar acorda e entramos na cadeia de vez, enquando Kodama se vira lá fora.

Lá dentro percebemos que o chão tá derretido, ocultando pistas e tudo mais, só que o lugar tá vazio, vamos seguindo pra baixo atrás dos meliantes. Chegamos no grande buracão que leva até o fundo da cadeia onde o diretor tá sendo mantido refém. Pulo e aterriso no local onde os guardas e os bandidos tão tretando. Já caio soprando gelo no chão na área dos bandidos e fico de costas pros guardas. Eles atiram em mim mas nem machuca, percebem que estou lá pra ajudar.

Halo_3_armour__Security_by_Tru_W3rewolf

Nossos amiguinhos guardas que adoram atirar na gente

Pulsar e Dínamo passam voando mais pra baixo. Chegam numa portona com dois fortões guardando. Dínamo dá um flash pra ofuscar os fortões enquanto Pulsar dispara no chão quebrando tudo e fazendo os fortões irem láááá pra baixo. Entram e vêem um vilão genérico mantendo o diretor de refém. Pulsar nota com sua percepção cósmica que tem algo de errado com aqueles dois. Saca que o vilão e o diretor de alguma forma trocaram de lugar, um é o outro, tendeu? Ficam lá trocando idéia enquanto eu termino de pegar os bandidos genéricos lá em cima, chego lá e vejo o papo rolando.

Lá fora aparecem umas naves que estavam invisíveis, Kodama se esconde e passa o que acontece pra gente, rola umas explosões naquelas partes fragilizadas da parede. Numa delas sai o Foguentinho e os dois capangas, um homem-fera e um psicão. Eles pedalam os guardinhas que tavam por ali, até petrificam um dos guardas, depois sobem numa nave e quando estão pra ir Kodama aparece do nada na frente deles. A idéia era ser furtiva né, mas o dado nem sempre concorda com nossas ações. Mais umas falhas depois e o psicão acaba petrificando Kodama também.

Recebemos só chiado do rádio de Kodama, imaginamos que ela esteja no modo furtivo total. Lá dentro derrubamos o vilão e o refém, e Pulsar recebe no rádio a voz do Foguentinho agradecendo a nossa participação pois sem nossa ajuda eles não teriam conseguido sair e blablabla. Desde o começo suspeitamos que fosse uma armação né, mas fazer o quê? Botamos ordem no resto da cadeia e quando saímos trombamos com a Kodama estátua e os corpos dos guardas. Fazemos ceninha de “vamos pegar vocês, seus bastardos!” e voltamos pra base. Deixamos Kodama no molho, pra passar o efeito da pedrisse e armamos o time pra ir até a falha de San Andreas.
fail

 

h1

1º sessão da mesa de M&M do Benito

14/10/2009

1º sessão da mesa de Mutantes&Malfeitores do Benito

Nessa campanha cada um ter dois personagens, um de nível 10 e um de nível 8. Nessa sessão jogamos com os de nível 10. Eu estou com o Mamute, esquimó brucutu fortão com controle de frio. A Graci tá com a Kodama, a ninja. E o Tib tá com o Pulsar, cara cósmico espertão. Teria o Fabão também mas ele faltou. Somos parte dum grupo enorme de super-heróis chamado Aliança.

Mamute

Mamute

Começamos na Califórnia, recebemos informação que algo tá pegando no centro da cidade. Corremos pra lá e trombamos um cara lançando fogo pra todo lado, prédios em chamas, destruição pra todo lado e o cara andando na direção duma refinaria de combustível. Antes de capotarmos o cidadão fomos salvar as pessoinhas dos prédios.

Nosso vilão esquentadinho

Nosso vilão esquentadinho

Pulsar segurou com seu campo de força a estrutura dum prédio que tava ruindo enquanto Kodama entrou no prédio e foi tirando as pessoas. Uma pedrona cai, tento enxotar as pessoas dali mas não me atendem, então as afasto com um tapão de onda de choque, então salto e agarro a pedrona. Kodama resgata as pessoas, vai levando a velhinha no colo. Quando todos saem Pulsar molda seu campo de força pra controlar o desabamento do prédio.

Noutro prédio uma caixa d’água enorme ameaça cair em cima dum ônibus onde pessoas estão presas. Rasgo o ônibus liberando as pessoas mas o motorista está ferido, uma barra de metal o atravessou. Nisso a caixa d’água cai, eu cubro o motorista tomando o impacto, mas foi só um arranhão. Tiro os entulhos, com meu sopro de frio quebro a barra que prendia o motorista e o levo até o carro de emergência mais próximo.

Kodama e Pulsar vão até o cabra que tá tacando fogo em tudo enquanto eu fico apagando os incêndios. O cara some numa fumaceira preta. Kodama vai pra refinaria esperar o tal. Pulsar sente o cabra com sua consciência cósmica, dispara um raião mas num percebe se surtiu efeito. Depois sente o cara dentro dum prédio e o fogo espalhando. Pulsar voa rapidamente ao redor do prédio pra apagar o fogo mas só consegue alastrar mais ainda as chamas. Então se afasta e dispara um raião no meio do prédio onde sentia o cabra. Abre um rombo na parede e vê o jato de chamas vindo, então ele o pára com seu campo de força. O cara pula e agarra Pulsar o arrastando pro prédio vizinho, aumentando as chamas nesse agora. Pulsar segura o cabra e voa com ele pra cima pra apagar as chamas dele, mas o cara estoura em chamas ferindo Pulsar que solta o cara.

Enquanto eu apago os incêndios com soprões de frio vejo a treta flamejante. Aproveito e taco um carro em cima do foguentinho que cai num prédio, e o carro explode. Kodama chega também e dispara seus montes de shurikens. Dou um soprão eliminando boa parte do incêndio, deixando só o foco que seria o cara. Chegamos nele e o cara tá inconsciente. O prendemos e levamos pra otoridades.Não descobrimos nada de útil sobre o cara, só um revoltado qualquer.

Vamos resolver os saques que tão rolando pela cidade já que a puliça tava ocupada com o supervilão. No meio trombamos com uns bandidos verdes fortinhos que depois de pedalados voltam ao normal. Levamos pra puliça e dizem que são os Trols, uma gangue que taí um tempo e toma umas drogas bizarras que ninguém sabe donde vem.

Pulsar vai checar o porquê que nossos camaradas supers Dínamo e Fibrilator não apareceram e recebe um sinal fraquinho e passageiro deles vindo das docas. Pulsar e Kodama vão investigar enquanto eu fico patrulhando a cidade.

Eles chegam num armazém nas docas, Kodama vai checar invisível. Vê três guardas armados conversando. Se teleporta junto com Pulsar pra trás dumas caixas e disparam nos guardas, capotando-os. Notam uma câmera, Kodama a desabilita. Depois recolocam os guardas em posição e Pulsar religa a câmera passando um looping da imagem. Fuçam mais e acham uma porta com sistema de segurança, desabilitam e me chamam pra invasão. Chego lá e vamos andando.

Notamos mais cinco guardas, só que esses aparentemente treinados e bem equipados com armas de alta tecnologia. Kodama passa invisível e ataca, capotando um. Eu e Pulsar entramos e nos juntamos a treta. Derrubamos mais uns e um deles [muito sortudo] joga uma granada de luz que cega Pulsar e Kodama, tento pegar ele mas erro, ele atira uma rede em mim mas erra também, então acerto e ele capota. Pulsar chupinha toda informação dos computadores e armas, algo sobre um projeto 2012, seguimos.

Só um aquecimento

Só um aquecimento

Chegamos numa sala com pessoas em tubos, e restos de pessoas também. Aparentemente é onde fabricam a droga Trol. Tiramos as três que ainda estava vivas e Pulsar as tira de lá voando, porém assim que sai da sala elas derretem, um sistema embutido pra encobrir evidências. Ficamos putôes e arrebentamos a porta restante, vemos nossos trutas Dínamo e Fibrilator presos numa máquina que manipula energia. Cinco guardas posicionados pela sala e numa sala adiante uma figura misteriosa e borrada.

Kodama se teleporta pra salinha pra pegar o misterioso, eu sopro e congelo o chão, Pulsar voa pra tirar os caras da máquina. Um dos guardas taca outra granada de luz mas não nos afeta, dois atiram mas erram e dois atiram redes que erram também. Pulsar acorda Fibrilator com cura de energia cósmica e começa a quebrar a máquina. Eu dou tapões de onda de choque e pisões de terremoto. Na salinha Kodama ataca o tal mas ele se envolve em sombras e some. Pedalamos os guardas, soltamos os trutas. Corro pra outra salinha e vejo um cara meio felino que me encara, ele puxa um trocinho do bolso e aperta um botão. Explosões começam. Corro e alerto o povo, sopro frio no teto e faço um buracão pra passarmos. Quando saímos o local implode.

Pulsar analisa as tralhas que pegou e descobre que algo está previsto pra começar no dia seguinte. Passamos a noite e acordamos com terremotos fodões. A cidade em frangalhos, notícias de perigo por toda a parte. Pulsar percebe que algo tá zuando na falha de San Andreas e terremotando pelo mundo todo. Pulsar fica analisando as informações pra achar o responsável enquanto o resto vai ajudar na cidade. Eu vou pra barragem que tá sendo atacada por alguém e se romper metade da cidade é alagada. Kodama vai pro hospital cuidar do incêndio e talz. Dínamo vai apagar os incêndios. Descobrimos que tá rolando uma rebelião na prisão dos supervilões e que tá sendo liderada pelo foguentinho que capturamos. Aparentemente o plano dele era ser capturado mesmo.

Na barragem vejo um cara meio-rato com roupa chinesa jogando uns raios pra lá e pra cá, e um ogrão de quatro braços socando a barragem. Mergulho na água e começo a congelá-la pra que o gelo seiva de barragem natural até eu socar esses meliantes, mas não consigo congelar muito antes do ogrão perceber. Ele taca um pedação de pedra mas erra, eu dou um tapão de choque e ele é arremessado. Colo nele e o deixo inconsciente, fazendo ele sumir em purpurina.

Mamute wins! Flawless Victory!

Mamute wins! Flawless Victory!

Volto a congelar a água mas sinto uma facada psíquica nas costas. Vejo o rato chinês, taco uma pedrona mas atravessa ele. Ele joga um raio de fogo no gelo que fiz, tento combater com meu sopro de frio mas ele consegue derreter tudo. Então ele mergulha e some, logo uma árvore cresce nos buracos que o ogrão fez, arrebentando mais a barragem. Congelo a árvore e a quebro pra parar de crescer. Mergulho atrás do rato, vejo ele transformando uns tecos de concreto em lama, fazendo mais água vazar. Fico tentando acertá-lo com meu sopro de frio mas ele sai toda hora. Tento falar com ele mas ele vem com uns papos de renovação e cataclisma e sobrevivência dos mais fortes. Então ele invoca o ogrão de novo do meu lado. Ignoro o ogrão e sopro uma última vez antes de tomar uns tapas do ogro. Acerto e o congelo. Pergunto se o ogro que ser o próximo, ele diz que em outra ocasião. Ele pega o rato e some. Eu volto a consertar a barragem.

Projeto de Mestre Splinter

Projeto de Mestre Splinter

Kodama chega no hospital e vê que não tem como chegar ajuda pois as ruas estão bloqueadas pelo entulho. No prédio próximo ela vê uns limpadores de janelas pendurados em apuros. Ela vai ajudar, vê que o elevador deles travou. Ela quebra o vidro da janela e entra com eles pelo prédio desabante. Vai os guiando por onde é mais seguro, só que num dos desabamentos eles caem e morrem. Ela fica tristinha e vai salvar os outros limpadores. Faz o mesmo esquema guiando-os pelos caminho mais seguro, só que eles já estão machucados, o que dificulta a movimentação. Passam por desabamentos e deslizes até que não tenha como eles prosseguirem, então Kodama se esforça ao máximo e usa seu teleporte pra tirar um de cada vez dali. E no hospital a zica rolando solta. Ela vai pra lá e começa a quebrar umas paredes pra ajudar as pessoas a saírem, os prédios terminam de desabar tapando totalmente as ruas de acesso, pessoinhas morrem. Tadinhas.

Ninjas são naturalmente mortais... hehehe

Ninjas são naturalmente mortais... hehehe

Eu e Kodama nos encontramos e vamos salvar as pessoas no parque de diversões. Pessoas presas na roda gigante e montanha russa. Kodama vai atrás duns cabos, eu seguro a roda gigante pra não tombar. Sopro frio em alguns pontos da estrutura pra quebrar onde eu quiser, Kodama amarra a estrutura como garantia. Vou descendo a roda mas umas pessoinhas entram em pânico e caem, eu dou um soprão e mando elas de volta pro carrinho, até descer tudo. Na montanha russa Kodama faz estende uma lona pras pessoas pularem. Eu vou pegar os carrinhos e descendo-os em segurança. Um último carinha sobra, pego ele e a montanha desaba, mas eu consigo tomar todo o dano.

Então aparece um rinoceronte na rua. Aparentemente o zoológico foi afetado e os bichos fugiram. Como eu falo com animais converso com ele e vou guiando-o de volta pro zoológico. No caminho encontramos mais animais, leões, ursos, e talz. Quando encontramos uns macacos os leões se empolgam e atacam, eu dou um sossega leão neles e ficam calmiiinhos. Por fim achamos um elefante revoltado, converso com ele e ele topa voltar pro zoológico. Depois de brincar de Noé vou atrás dum lobo e um Alce que ainda estavam faltando, arrasto os dois pelo cangote de volta.

Com umas coisas controladas nos reagrupamos pra resolver a treta na prisão… na próxima sessão.
_superhero__by_Servial