Archive for the ‘do Leo’ Category

h1

3º sessão da mesa de Star Wars do Leo

17/11/2009

3º sessão da mesa de Star Wars do Leo

Nessa só eu e o Foice, e o Hugo que entrou como Darkan, um padawan Duros.

Lá no planeta gelado chamado Hoth vemos nosso alvo, um mercenário que tem umas informações que precisamos. A mestra Lamparina diz pra eu ir lá resolver com ele o lance logo. Colo no tiozinho cercado de seguranças, digo que procuramos o tal Quilan Vos [detalhe: se você conhece Star Wars não se espante, o mestre pilantra recicla nomes mesmo hehehe], o cara pergunta o porquê e digo que precisamos de informações sobre a treta que rolou no templo Jedi, a invasão, os envolvidos e tudo mais. O cara liga pra alguém, supostamente o Vos, e diz o que tá pegando, então pergunta quanto eu tô pagando, digo que posso negociar o preço dele. O cara diz que passa a info por um holocron com a história dos Jedis. Concordo, pergunto onde achar ele quando eu tiver o pagamento, ele diz pra levar até as docas, lá um wookie vai me mostrar onde levar. O cara diz que um mercenário veio procurar a mesma info uns dias atrás e ofereceu como pagamento a vida de três jedis (coincidentemente o número de jogadores na sessão) e quem entregasse o pagamento primeiro levava a info. Me despeço e sumo, trombo a patroa Lamparina e meus camaradinhas padaweiros, passo a pica pra ela e espero.

A mestra diz que vai voltar pra nave e discutir a treta com o conselho, deixa eu e Odo na cidade e leva Rider com ela. Eu e Odo nos arrumamos pela cidade bem quietinhos. Mais tarde no templo Jedi, nosso caro Darkan faz suas bobagens diárias. Fica sabendo da treta que rolou no templo e vai checar os resíduos, acha uma laca da nave do Dookan que foi atacada pelos padawans, sente uma Força malvada na lasca e resolve guardar pra futuro estudo. Alguém avisa ele que o tão chamando na SSO e ele vai. Chega lá e tem uns mestres folgados conversando bobagens. Chamam Darkan, dizem que ele vai até o planeta Hoth levar um troço pros padawans que já estão lá. Entrega o holocrom pra Darkan, que faz uma firula usando Força pra embrulhar o troço num paninho e guarda. Algum mestre diz que o holocrom tá vazio, Darkan pergunta se pode avisar os padawans sobre isso e o mestre libera. Na saída da sala Darkan nota o mestre Windu dando olhares de dúvida pros outros mestres. Darkan pega a nave com dois droids de navegação e zarpa pra Hoth.

Padawan é só uma palavra chique pra Estagiário

Darkan chega no planeta, pousa e acha a nave da mestra Lamparina. Chega, entra e diz que o troço tá vazio. A mestra manda ele entregar pra gente pra prosseguir com a negociação. Darkan vai pra cidade até o buteco que eu e Odo estamos. Nos percebemos e nos aproximamos, Darkan joga na nossa mente via telepatia que o holocrom tá vazio. Seguimos pras docas procurar o wookie. Chegamos lá e tem um mecânico berrando com um wookie que parece estar fazendo algo errado. Deixamos a zica deles acabar e nos aproximamos do wookie. Perguntamos sobre o Vos e o wookie nos aponta uma garagem logo ali.

Seguimos pra lá, tralhas mecânicas pra todo canto. Odo sente umas vibrações do lado negro rolando por ali, Darkan percebe a presença de alguém escondida, diz pro cara sair logo. Aparece um nanico com partes metálicas, dizemos o que viemos fazer e quem queremos, o cara enrola mas diz que é o tal Vos e pede o pagamento. Darkan desembrulha o troço e passa pro nanico que diz que ali tem o que ele precisa de qualquer forma. Pedimos a info ele diz que o tal mercenário prometeu três Jedis pra ele e ali tinha três jedis. Falamos pra ele parar de bobagem pois já pagamos e cumprimos o trato, o cara concorda e passa um cartão das info. Ponho no datapad e vemos as abobrinhas que os mestres pediram. Darkan percebe que o nanico tem muita influência sobre umas colônias e pensa num meio de zoar o cara mas desencana. Vamos saindo de boa.

Na saída pego as infos que conseguimos e me conecto na Força pra expandir essas infos. Crianças, não façam isso em casa. Vejo uns projetos malucos e grandiosos, uns rascunhos da futura Estrela da Morte, e percebo que o conde Dookan num é o mais pirocuro dos vilões, que tem alguém acima dele comandando tudo e ninguém sabe disso. No processo da visão Forçuda sou percebido pelos vilões, o lado negro me dá um tchauzinho e eu desligo caindo inconsciente. Darkan e Odo num sabem o que tá pegando, fuçam minha mente mas não acham nada, acabamos voltando pra nave da mestra.

Vai atrás de sarna pra se coçar, vai...

A mestra inútil fica morgando sem fazer nada, então Darkan usa a lasca de nave malvada pra expurgar a influência do lado negro que me capotou. Acordo meio perdida, depois passa pra mestra toda a zica que vi, Odo fala sobre  a presença do lado negro no local. Aviso que teremos problemas pra sair dali pois a galera do lado negro me percebeu passeando. O povo prepara pra partida e vamos. A mestra fica duvidando da existência do tal cara superior ao Dookan, fica pentelhando por eu estar com medo por que jedis não tem medo, mas a zica é grande demais pra pobre zabrakzinha né. Odo vai pros canhões, eu fico meditando, Darkan vai fazer sei lá o que.

Quando estamos saindo do planeta vemos dois cruzadores Separatistas na nossa bota, apertamos o turbo da nave e zunimos pro hiperespaço. Durante a fuga Odo usa a força pra deslocar um meteoro na direção do cruzador, um deles desvia mas o outro acerta em cheio e ambos param de nos perseguir. Chegamos inteiros no templo, passamos a pica pros mestre, conto o que eu vi, duvidam também. Num é a toa que esses toscos perderam né. Perguntam pra todos o que rolou e todos dizem.

Depois nos dizem que temos outra missão, um prisioneiro que havia sido capturado fugiu, bando de jedis incompetentes. O nome do tal fugitivo é Zao, um transmorfo mercenário cheio das conexões, que foi liberado por brechas na lei e sumiu em Koruscant, o gueto do gueto, e temos que recapturá-lo. Firmeeeza…. Nos dividimos pra nos preparar. Eu vou trocar idéia com um dos clones comandantes pedir umas dicas sobre caçar mau elementos em bocadas, ele me dá uns lugares pra começar a busca. Darkan vai direto fuçar nas quebradas sozinho. Vai parar num local barra pesada e é emboscado por uns dróids porradeiros. Darkan sai correndo e passa a treta no comunicador. Achamos ele no sensor e despacho uns clones pra resolver a treta, Odo vai junto. Os clone chegam sentando prego nos droids, Darkan pega o jetpack dum dos clones e sai dali voando, pára em cima dum prédio vendo a treta. Checo os sensores e capto e tal Zao que temos que pegar. Discretamente reposiciono os clones pra cercar e pegar o meliante, Odo pula em cima do cabra e os clone fecham, prendendo o safado. Despacho o transporte pra eles, tacam o cara dentro e vão subindo.

E dá-lhe buchas!

Então tiros começam a aparecer, de todo lado, em Darkan e Odo. Suspeitamos do maldito atirador ceguinhos que causou umas sessões atrás. Uns clones morrem enquanto Odo vai manobrando o camburão. Darkan sai voando e manda o jetpack sozinho pra despistar o atirador, mas começa a cair de beeem alto, então eu puxo ele duma janela amortecendo a queda. Mais tiros e não achamos os atiradores, depois conseguimos triangular e achar os malacos, passo a posição e os clones distribuem destruição. Odo traz o prisioneiro. Vemos pelos sensores um dos atiradores e o safado usa uma roupa igual a do Jango Fett, o original dos clones e que tá morto há um tempo. O cara tá numa motoca toda armada e sai fora, boto os clones pra perseguir mas Darkan desmanda e vai atrás sozinho, mas o cara o despista e some. Entregamos o meliante pros patrões e pronto.

Será?

Anúncios
h1

2º sessão da mesa de Star Wars do Leo

29/09/2009

2º sessão da mesa de Star Wars do Leo

Nessa apenas eu e o Foice, e o Tib que entrou com o pivete humano jedi Jared Rider.

Sem o Delfas dessa vez.

Sem o Delfas dessa vez.

Voltamos de nossa última missão, fomos continuar nossa vidinha de padawan. Jared é meio obcecado por ser franzino então fica treinando o tempo todo pra ficar fortinho. Num desses treinos aparece o mestre Obiwan pentelho Kenobi, conversa com Jared e começa com uns papos filosóficos estranhos. Pergunta sobre a diferença entre uma vela e um incêndio, fala coisas como ele poder fazer a diferença mesmo sendo um rebinha. Jared aceita a lição e volta ao treino. Obiwan diz que um mestre qualquer mandou chamá-lo, então Jared sai a caça desse mestre.

No caminho Jared tromba eu, pergunta sobre o mestre mas eu nem faço idéia, aconselho ele a se abrir pra Força e deixar que ela o guie, Jared topa e sente os mestres acumulados na sala do conselho, além de sentir umas coisas estranhas na Força. Jared cola lá e os pirocudos tão conversando bobagens. Jared fica quietinho esperando, depois que acaba o tal mestre vem falar com ele. Diz que ele vai junto com outros padawans numa missão, entrega um holocrom e manda ele se juntar com os padawans. Jared corre e nos tromba na biblioteca.

Ligamos o holocrom e vemos que a missão é ir até um planeta prisão aliado dos Separatistas e seqüestrar um bandidão. O mestre Mace Windu irá com a gente. Eu vou falar com o mestre enquanto Odo e Jared pesquisam sobre o planeta, bandidão e tudo mais. Chego no Windu, pergunto da missão, ele diz que vamos receber umas roupas e que só podemos carregar nossos lightsabers. Volto e conto pros caras. Odo e Jared vão pra seus alojamentos, eu fico estudando sobre a bandidagem.

Mace Windu - O Jedi daquilo roxo

Mace Windu - O Jedi daquilo roxo

Odo começa a meditar e sente algo bem malvado na Força ali na biblioteca, corre lá e vê todo mundo morto e as luzes falhando, um vulto passa rapidão. Ele liga a espadinha e entra. Eu tô lá na biblioteca e do nada as luzes apagam, e quando voltam tá um puta massacre e a espadinha de Odo brilhando na outra ponta da biblioteca. Me junto a ele, puxo meu sabre e observamos o vulto que pula de lá pra cá. Jared sente algo ruim também e corre pra lá, no caminho chama uns guardas que vão pedir reforços. Jared chega na biblioteca com uns guardinhas que são fatiados imediatamente. Guardo o sabre e ando até o centro da sala, falo pro tal aparecer logo e deixar de bichisse. A voz malévola se identifica como o conde Dookan e o outro é a aprendiz-assassina dele, Ventress.

Ventress - a Darth Bitch

Ventress - a Darth Bitch

Odo e Jared ficam preparados pra porrada, eu tento falar com o puto. Eles ignoram a gente e somem, deixando umas granadas bizonhas pregadas nuns cantos. Jared e Odo correm atrás dos fujões. Eu uso o poderzinho da Força de premonição e vejo que não são granadas normais, provavelmente algo pra zoar os arquivos da biblioteca. Puxo todas as granadas e corro com elas pra fora da biblioteca até achar um lugar pra guardá-las sem que causem dano.

Jared e Odo perseguem os fujões até a nave deles que já tá se preparando pra partir. Odo taca uma fonte em cima da nave atrasando-a. Ficam tacando coisas até que a nave dispara mas o tiro é parado por um vaso que coincidentemente entra na frente. Estragam as armas da nave mas ela decola rapidão. Logo aparecem os mestres Jedi e os guardas. Dizem que foram pegos de surpresa por uns tanques, até o Windu ficou machucadinho.

Nos reunimos na biblioteca, descobrimos que uma placa dos arquivos tá faltando, todas informações sobre o Hutt Ziro, e surpresa, não há back ups… Os mestres querem fazer logo nossa missão mas falamos que temos que reagrupar e consertar as coisas e que essa missão tem que esperar. Eles concordam e dizem que tem que achar um informante que com certeza tá por dentro dessa zica toda. Vai nós três e a mestra Lamparina.

Mestra Lamparina

Mestra Lamparina

Descemos no planeta gelado onde o tal informante trafica, só que ele é um mestre dos disfarces, então vamos ter que achar ele na Força. Fuçamos pela cidade, Jared e Odo vão num bar e conversam com uns caras, Jared consegue um contato, fica negociando e arma uns esquemas. Eu e Lamparina vamos nas docas, eu espalho que quero comprar uma informação bizarra sobre um sistema estelar qualquer, um mecânico me diz as coisas e talz, deixo ele pra lá e fico esperando algum abalo na Força. Logo aparecem uns malacos de motocas junto dum tiozinho, sentimos a Força nele.
Samuel_L_Windu_by_KlownDogg

h1

1º sessão de Star Wars do Leo

06/06/2009

1º sessão de Star Wars do Leo
Chibi_Star_Wars1º nível, todos Jedis, entre o segundo e terceiro filme. Eu estou com Lady Layzi Lenis, NÃO é uma fugitiva dos personagens do Superman, é uma menina Zabrak (raça do Darth Maul) consular diplomática. Temos o Álvaro como Delfas, raça de felinos humanóides tarados, manjador de lightsabers. Foice como Odo, mano com cabeça enorme e porradeiro. Faltaram Danizinho e Leandro, sei lá sobre os pjs deles. A mesa já teve umas duas sessões só que eu não estava ainda.

Isso é uma Zabrak

Isso é uma Zabrak

Estamos em Koruskant, planetão zuado com nossa base flutuante. Fico sabendo que uns padawans voltaram de missão onde capturaram um sith e uns manos morreram. Vejo na enfermaria o Delfas todo arrebentado em coma e o tal sith sem pernas. Logo aparece a mestre Jedi do Delfas, nome estranho tipo Luminária, Lamparina, Candelabro, algo assim. Trocamos idéia, falamos sobre medos e tentações depois saio fora. Trombo Odo nas docas aprontando a nave pra uma nova missão. Trocamos idéia e ele me chama pra missão. (jogadores legais poupam trabalho do mestre pra juntar o grupo)

Eu e Odo vamos até a enfermaria e vemos a mestra Lamparina ajudando seu padawan Delfas a sair do coma. Odo menciona sobre ele ter que sair sozinho. A mestra concorda e vai embora. Odo resolve não seguir seu próprio conselho e entra na cabeça de Delfas pra ajudá-lo. Eu dou uns toques de como ele se proteger e ele entra.

Na mente de Delfas Odo vê o próprio lutando contra tentáculos negros e monstruosos. Odo corre pra descer o sarrafo naquilo, Delfas vê Odo e tenta chegar até ele. Lá fora eu expando minha Força pra servir de guia pros manés (vintão natural rulez). Na cuca de Delfas o povo vê a luz que enfraquece os tentáculos e os dois voltam. Dou uma de migué parabenizando-os por conseguirem. Delfas acorda exaustão mas vai se recobrando. Então notamos que uma cicatriz aparece no braço dele onde não tinha nada antes. Checamos com os droids band-aids o que fez aquilo mas não ajudam em nada. Delfas reconhece como uma unhada duma mina da raça dele no sonho coma dele.

Mestra Lamparina diz que temos uma missão que ele dirá em breve quando nos reunirmos nas docas. Me manda falar com o conselho Jedi. Chego no conselho, Yoda e Windu estão lá. Falamos sobre eu ganhar um mestre, e se eu provar minhas capacidades na missão vindoura o próprío Yoda ia me treinar. Uhuuu!

Só os pirocudo

Só os pirocudo

Odo vai pegar suas tralhas em seu quarto e vê que tá tudo revirado.

Delfas vai checar umas gravações e vê que num dado momento há uma invasão, uma Jedi (de nome mais estranho) e seu padawan Nash (pj do danizinho) tretam com uns manos e tomam pipocos, acabam sendo levados reféns. Delfas leva a zica pro conselho e todo mundo se tromba lá. Nos dizem que temos que resolver essa zica ao invés da outra missão que tínhamos (que nem sabemos qual era). Temos que ir até a parte baixa da cidade e achar o Hutt Ziro, grande lord do crime de Koruskant e pegar de volta os jedis. Piece of cake…

o temível Hutt

o temível Hutt

Vou até a biblioteca pesquisar sobre o local já que num manjo nada de nada disso. Descubro que o Obi-wan Kenobi anda por aquelas bandas direto, meio que um puliça da área. Nos juntamos e vamos até o puto. Ele nos passa um contato na cidade baixa, uma caçadora de recompensa. Nos dá um cartão cheio da grana também. Pegamos tralhas pra nos disfarçar, tudo condizente com o local, pegamos um troço voador tipo Fantasticarro e vamos pra encrenca.

Chegando na parte baixa já trombamos com muitas minhas gostosonas dum bordel. Seguimos pro bordel procurando nosso contato. Logo uma gostosa cola na gente, claramente ciente da nossa Força. Diz que pode nos dar o que a gente quer por grana. Perguntamos se sabe onde encontrar nosso contato, diz que sim e pede mil dinheirinhos. Dizemos que se precisarmos dela avisamos.

Logo entra a tal contato. Odo já vai até ela. Eu me despeço e vou mais devagar. Delfas tenta sair mas é preso por uma mina da raça dele. A dona do bordel aparece e segue reto. Odo inicia contato com a caçadora, mas diz que já volta por que tem que tirar seus companheiros da encrenca que se meteram.

Eu noto a zica com Delfas e volto pra mesa. Assim que a garçonete põe os drinks na mesa eu colo atrás de mina forgada, mando tirarem a mão do meu homem antes que eu arranque pedaços delas e deixo minha pistolinha fazendo barulho dentro da roupa. Claro, isso de forma bem diplomática. A gatinha estressa mas todos ficam de boa e Delfas vem comigo. Vamos pra mesa da caçadora. Sento Delfas e continuo em posição de fêmea dominante pra afastar as vadias.

Conversamos com a caçadora, Aurasing ou algo assim, e ela diz onde estaria o povo que a gente procura, numa boate fodona do tal Ziro, Tenda. Na hora de pagar ela pega nosso cartão e diz que Obiwan tava devendo pra ela. Desencanamos da grana e seguimos pra Tenda.

Entramos no lugar bem discretos, todo tipo de crime rolando lá, jogatina, escravidão, ringues. Nos separamos e fuçamos. Vemos numa parede itens Jedi como lightsabers e roupas. Em outra pessoas em carbonite. Então vemos a tal Jedi que viemos resgatar sendo arrastada pelada, com as mãos e olhos presos. Entramos em contato via Força, ela pede pra descrever o local. Faço uma premonição do que vai acontecer em breve e passo pra ela a localização de todo mundo. Só não sei onde vai estar o safado pipoqueiro que acertou ela na invasão, o tal Cego. Vemos em outro canto Nash sendo levado prum ringue onde a galera se amontoa pra ver a treta. Planejamos e a treta começa.

O Hutt Ziro aparece em seu troninho. Odo tira a venda da Jedi, Delfas abre as trancas da mão dela e eu faço meu lightsaber ir pra mão dela. Ela sai abrindo caminho enquanto pipocos aparecem sabe-lá-deus-donde. Delfas manda um dos lightsabers da parece pra Nash que sai abrindo caminho também. Eu desarmo os drois que iam explodir nash. Mó zona rolando. Delfas saca que o Cego pipoqueiro tá entre nas máquinas caça-níquel. Tenta chacoalhar as máquinas mas falha. Eu derrubo uns panos enormes que cobrem as máquinas. A Jedi e Nash toma uns tiros no caminho da fuga mas seguem. Odo tenta tirar uns escravos mas eles são levados antes.

Ceguinho atirador

Ceguinho atirador

Conseguimos chegar até nosso transporte. Vamos seguindo de volta quando noto aquela gata safada gravando a gente. Com a Força ordeno que ela destrua o equipamento que tá usando, ela faz. hehe. Esperamos ter permissão pra voltar e voltamos. Pego meu lightsaber de volta. Passamos o relatório pra Lamparina. Ela pergunta sobre as safadezas do padawan dela. Eu resumo tudo deixando Delfas de boa, Odo fala tudo em detalhes, Lamparina dá uns esporros em Delfas e o põe pra treinar. Diz que fui aceita como Padawan de Yoda. Há!